Pesquisa revela menor durabilidade no casamento

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O divórcio aumentou entre os casais com filhos menores “em cuja sentença consta a guarda compartilhada”, revela IBGE

O tempo médio entre a data do casamento e divórcio é de 14 anos revelou a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o instituto em 2008 o tempo era de 17 anos. Além disso houve aumento de 3,2% no número de divórcios em 2018 com 385.246 casos, ante 373.216 em 2017.

O percentual aumentou entre casais com filhos menores “em cuja sentença consta a guarda compartilhada”. Assim a taxa passou de 2,5 (2017) para 2,6 (2018) a cada mil pessoas com 20 anos de idade ou mais no país.

A Região Sudeste apresentou o maior percentual com 3,1 divórcios para cada mil pessoas com dessa faixa etária. O fenômeno pode ser observado após a sanção da Lei 13.058, de 2014, em que a modalidade de guarda compartilhada passou a ter prioridade.

“Em 2014 a proporção de guarda compartilhada entre os cônjuges com filhos menores era de 7,5%. Em 2016 essa modalidade passou a representar 16,9% dos divórcios judiciais concedidos. Dessa forma em 2017 o percentual aumentou para 20,9%; e, em 2018, para 24,4%”, diz o IBGE.

As Estatísticas do Registro Civil reúnem informações sobre nascidos vivos, casamentos, óbitos e óbitos fetais, informados pelos cartórios de Registro Civil de pessoas naturais. Bem como sobre os divórcios declarados pelas varas de Família, foros, varas Cíveis e tabelionatos de Notas.

CASAMENTO

Em matéria da Comunhão “Do esfriamento do amor ao divórcio” o pastor e teólogo John Piper, afirmou que o casamento é o relacionamento mais difícil de permanecer. Entretanto é aquele que promete alegrias gloriosas, únicas e duradouras para quem mantém sua aliança.

Assim permanecer casado depende muito mais de “manter a aliança” e a “promessa de manter” em vez de “estar sempre apaixonado”.

“Seja um homem ou uma mulher de sua palavra, um homem ou uma mulher que mantenham os votos comprometidos, um homem ou uma mulher de caráter. É disso que se trata”, explicou o pastor.

VEJA: DIVÓRCIO E NOVO CASAMENTO

*Da redação, com informações da Agência Brasil 


LEIA MAIS

Divórcio não é a saída para o casal
O divórcio e a reconciliação 
Divórcio é crescente entre cristãos