back to top
27.9 C
Vitória
quarta-feira, 12 junho 2024

Peru: morre a primeira pessoa por eutanásia

O procedimento é proibido no país, mas a Suprema Corte atendeu ao pedido da psicóloga de 47 anos, que sofria de polimiosite 

Por Patricia Scott 

No Peru, no último domingo (21), após a autorização do governo, morreu a primeira pessoa por eutanásia. Ana Estrada sofria de polimiosite, uma doença degenerativa progressiva. Por isso, a psicóloga de 47 anos pediu autorização à justiça para ser submetida ao procedimento.

“No domingo, Ana Estrada exerceu seu direito fundamental à morte digna e concordou com o procedimento médico de eutanásia. Ana morreu nos seus próprios termos, de acordo com a sua ideia de dignidade e com pleno controle da sua autonomia até o fim”, divulgou Josefina Miró Quesada, a advogada de Ana, em comunicado na segunda-feira (22).

De acordo com a nota, o procedimento médico foi realizado conforme o Plano e Protocolo de Morte Dignificada. Ana recebeu a autorização da eutanásia pela Justiça, em fevereiro de 2021.

- Continua após a publicidade -

Cabe destacar que, em 2022, a Suprema Corte confirmou a decisão, atendendo ao pedido de Ana Estrada. A eutanásia é proibida no Peru, e o caso da psicóloga foi a primeira autorização dada no país.

“A eutanásia sempre será um caminho errado, porque é um ataque ao direito inalienável à vida”, declarou a Conferência Episcopal Peruana, em comunicado, na época, ao lamentar o caso, acrescentando que “o propósito supremo do Estado é cuidar, respeitar e promover a vida desde a sua concepção até o seu fim natural; portanto, nenhuma autoridade pode legitimamente impor ou permitir isto”.

Recentemente, em fevereiro, o Equador também legalizou a eutanásia. O procedimento passou a ser legal para casos de pacientes que sofrem de doenças graves e incuráveis, além de lesões irreversíveis.

A decisão, tomada pela Corte Constitucional do país, foi criticada pela Conferência Episcopal Equatoriana. “É diabólico querer defender a vida dando ao homicídio um quadro de legalidade”, desatacaram os líderes cristãos.

Na América Latina, Colômbia e Cuba também já legalizaram a eutanásia. Com informações G1

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -