back to top
20.9 C
Vitória
domingo, 23 junho 2024

Perseguição religiosa contra cristãos aumenta na América Latina

Foto: Reprodução

Seguidores de Jesus enfrentam frequentes ataques por parte de regimes comunistas, cartéis de drogas, além de gangues brutais

Por Patricia Scott 

A perseguição religiosa tem aumentado em toda a América Latina. Sendo assim, os cristãos enfrentam frequentes ataques por parte de regimes comunistas, cartéis de drogas, além de gangues brutais. As informações são da International Christian Concern.

Segundo a instituição, milhares de cristãos, principalmente em Cuba, Haiti, México e Nicarágua, estão presos em um ciclo de intimidação e violência. Isto ocorre à medida que o comunismo e a ilegalidade se tornam nesses quatro países novos ataques aos cristãos parecem inevitáveis.

Cuba

Relatório de 2024, da Comissão dos Estados Unidos sobre Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF), revela que uma nova legislação cubana permite o potencial direcionamento de observadores religiosos. “Em maio de 2023, o governo cubano aprovou a Lei da Comunicação Social, que codifica amplas proibições à expressão pacífica, incluindo a expressão religiosa que critica o governo”.

- Continua após a publicidade -

Desse modo, em território cubano, o regime comunista mantém um controle estrito sobre as instituições religiosas. Elas são obrigadas a estarem registradas no Gabinete de Assuntos Religiosos (ORA) para que consigam promover reunião.

Assim, são distribuídos registros religiosos sem seguir um conjunto fixo de normas. Isso permite que a ORA decida quais instituições conseguirão ou não a licença. Cabe destacar que instituição, frequentemente, retém o registro de organização considerada desleal à autoridade cubana.

Geralmente, as instituições cristãs consideradas ameaças ao governo cubano são aquelas que denunciam as violações dos direitos humanos pelo regime. Como represália, as igrejas cristãs têm as licenças negadas, indiscriminadamente, além de ficam expostas ao assédio ou ao fechamento sob falsas acusações.

Dentro desse contexto, os indivíduos associados a organizações religiosas não registradas são considerados criminosos. Por isso, eles ficam sujeitos a assédio e possível detenção.

Nicarágua

No país governado por Daniel Ortega, qualquer grupo ou indivíduo que não demonstre lealdade total sofre ameaça. A Nicarágua está em 30º lugar na Lista Mundial da Perseguição (LMP) 2024, que é elaborada pela Missão Portas Abertas.

O relatório anual da USCIRF aponta que “entre 26 e 31 de dezembro [de 2023], o governo [da Nicarágua] prendeu arbitrariamente muitos clérigos”. Essas ações ocorreram, “particularmente aqueles que criticaram a liberdade religiosa e as condições dos direitos humanos na Nicarágua”.

México e Haiti

Os dois países registraram aumentos na opressão aos cristãos. Isso acontece, principalmente devido à presença mais proeminente de cartéis criminosos e à escalada da violência das gangues.

No México, os cartéis de drogas desafiam as autoridades. À medida que eles ganham força, os cristãos ficam mais vulneráveis no país que ocupa a 37ª posição na Lista Mundial da Perseguição (LMP) 2024, que elaborada pela Portas Abertas. Os seguidores de Jesus que se opõem às atividades ilegais dos cartéis são considerados como uma ameaça e tornam-se alvos dessas organizações.

Já no Haiti, as gangues praticamente assumiram o controle do Estado, o que gerado o caos nos últimos meses. Assim, praticar a fé se tornou algo difícil. Isto porque os cristãos podem ser apanhados entre os ataques de gangues e do crime.

Raramente, as gangues são punidas pelas autoridades haitianas. Essa impunidade gera insegurança na população, o que inclui os cristãos.

A Associated Press afirma que “a causa imediata mais importante [do caos] é a crescente dependência dos governantes haitianos das gangues de rua. Há décadas que o Haiti não tem um exército permanente ou uma força policial nacional robusta e bem financiada.”

Em abril deste ano, segundo a Christianity Today, alguns cristãos haitianos “arriscam a vida ao atravessar os postos de controle de gangues a caminho da igreja”. Com informações Christian Concern 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -