25.8 C
Vitória
sexta-feira, 4 dezembro 2020

Perfil de quem aguarda adoção mudou

Leia também

Com fim do auxílio, desigualdade pode voltar aos anos 80

O auxílio diminuiu a diferença de renda entre os mais pobres e os mais ricos, o que pode ser verificado pela redução do índice de Gini

Transformador reserva é enviado a Macapá

O Ministério de Minas e Energia, revelou que a empresa tem sinalizado que o equipamento pode ser ligado ainda na segunda quinzena deste mês

‘Rachadinha’ é empecilho para candidatura de Arthur Lira

As investigações apontam que a "rachadinha" na Assembleia de Alagoas ocorreu, em parte, quando Lira ocupava um cargo no Legislativo estadual

Os abrigos estão lotados de crianças à espera de adoção. Além de casos de abandono pela mãe, há menores que foram vítimas de abuso sexual, meninas que engravidaram do próprio pai, crianças que tiveram todos os irmãos adotados e se sentem rejeitadas porque não foram escolhidas por uma família substituta. Há também os adolescentes que foram separados dos pais após inúmeras agressões físicas. Outros foram adotados e, depois, devolvidos pelas famílias substitutas sem explicações.

O perfil de quem está em abrigo mudou nos últimos dez anos. Antes, a questão econômica era a principal causa da separação de pais e filhos.

Hoje, a violência doméstica – inclusive o abuso sexual – lidera o número de ocorrências, seguida pelo abandono provocado pelo vício em drogas. Esse é um retrato que se reflete em todo o país.

O coordenador dos abrigos da Liga Solidária, Mariano Gaioski, explicou ao G1 que a mudança nesse perfil teve início em 2006. ?Estamos vivendo agora a plena transição da mudança do público das crianças abrigadas. Com a melhoria da renda média, as características delas mudaram. A questão econômica ainda existe, mas os casos de traumas sociais e emocionais pesados superaram essa condição. São casos de abuso sexual, pedofilia e maus-tratos?, disse.

De acordo com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo (SMADS), há 2,3 mil vagas para crianças na rede de instituições conveniadas. Dessas vagas, 3,3% são ocupadas por vítimas de violência sexual. A prefeitura informou que nos Núcleos de Proteção Social Especial, voltados para atender menores vítimas de abuso e suas famílias, são atendidas em média 1.000 pessoas por mês.

Drogas

Além dos maus-tratos e do abuso sexual, as drogas ganham cada vez mais espaço entre as razões para separação de pais e filhos. Há crianças que são abandonadas pelos pais viciados, mas também ocorrem situações em que os próprios adolescentes são viciados.

O secretário de Assistência Social e Desenvolvimento Humano de Cuiabá, Jader Martins Moraes, contou ao G1 que também percebeu mudanças no perfil das crianças abrigadas na cidade. ”Além das vítimas de violência, temos o problema dos adolescentes usuários de drogas”.

”A família acaba querendo entregar esses jovens para a tutela do estado, porque não tem condições de cuidar. Mas esse é um problema de saúde, não de assistência social”, afirmou. Ele ainda explica que, em Cuiabá, existe um abrigo específico para manter as vítimas de violência sexual, que passam por tratamento diferenciado.

Já o uso de drogas pelos pais é uma das principais causa do abandono de crianças em Vitória, conforme explicou a secretária Municipal de Assistência Social, Ana Maria Petronetto Serpa. ”Aqui, nós temos os órfãos do crack. O abrigo de 0 a 6 anos está lotado de crianças que são separadas da família por causa das drogas. A negligência dos pais também é causada pelo consumo de drogas lícitas, como o álcool”, afirmou.

A secretária de Cidadania e Assistência Social de Rio Branco, Estefânia Pontes, relatou que houve um aumento no número de crianças que param em abrigos após sofrer violência sexual. ”Uma grande quantidade de crianças sofreu abuso, mas também temos jovens que são vítimas de exploração sexual, às vezes até pela própria família. Nos últimos três anos, esses casos de exploração começaram a se tornar muito frequentes. Antes, eram acontecimentos pontuais, em que fazíamos um trabalho individual, conversávamos diretamente com a família. Hoje, isso não é mais possível, está generalizado”.

Estefânia ressalta também que muitas mães abandonam os filhos durante os fins de semana por causa das drogas. ”São casos de abandono temporário. Nesses dias, a chefe de família deixa até os filhos pequenos sozinhos por causa da dependência química. Também temos casos de jovens dependentes, que evadem constantemente dos abrigos para consumir drogas. É um perfil recente e temos tentado discutir formas de fazer uma abordagem diferenciada para atender esses jovens”.

Fonte: G1

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Cerca de 11,2 milhões de famílias endividadas nas capitais

Considerando como endividadas todas as famílias que precisaram recorrer a algum crédito a prazo para compensar pagamentos imediatos à vista

Intenção de consumo sobe 0,8% em novembro, diz CNC

O subíndice que mede a satisfação dos brasileiros com relação ao emprego registrou o terceiro crescimento seguido, com alta de 0,6%

Emocionante! Elaine Martins homenageia família em música

Em um clipe emocionante de homenagem à família, Elaine Martins apresenta uma canção que integra o projeto comemorativo pelos seus 20 anos de carreira. Saiba masi!

Quando a fé e a família são prioridade

Famosos de Hollywood, o casal de atores Alexa e Carlos PenaVega resolveram seguir um estilo de vida dando prioridade na fé e na família.

Família saudável: a importância de uma boa alimentação

A correria do dia dia é a grande desculpa para comer errado. As pessoas preferem preparações mais fáceis e rápidas ou acabam comendo fora de casa

Dicas para fortalecer os laços familiares

Família perfeita não existe, mas, com ajustes, é possível conviver com leveza e alegria.

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Conferência Paixão pela Juventude 2020

Realizado pela Juventude Batista Brasileira, evento será online e acontece em duas datas. A primeira será neste sábado, 28, e a segunda, dia 5 de dezembro. Saiba mais!

Miniconferência on-line: “Fé e Ciência para Corpos e Mentes”

Cientistas cristãos brasileiros respondem questões de fé e ciência para corpos e mentes. Tema será abordado na mini Conferência online. Saiba mais!

Seminário de ciências bíblicas em edição virtual; começa hoje

Realizado há 20 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil, evento incentiva o estudo e capacita líderes sobre o uso da Bíblia.

Grandes artistas do Brasil no “BH profetiza”

Realizado pela cantora Camila Campos, O BH profetiza vai reunir diversos cantores, entre eles Weslei Santos, Gai Sampaio, pastora Helena Tannure e outros. Evento será transmitido ao vivo, nesta terça-feira, 17 
- Publicidade -

Plugue-se

Novo álbum musical do Missionário R. R. Soares

O álbum "Em O nome de Jesus", com 12  músicas inéditas, foi lançado depois de cinco anos. Primeiro single do projeto está disponível em todas as plataformas e Youtube

Wilson Witzel é batizado em igreja evangélica

O batismo ocorreu um dia antes de Witzel protocolar sua defesa no tribunal misto, que julga o processo de impeachment dele. Saiba mais!

3 palavrinhas é indicado ao premio Gerando Salvação

Na categoria “Projeto Infantil”, o 3 palavrinhas, que é considerado o maior canal infantil gospel do mundo, concorre ao lado de Aline Barros e outras estrelas do segmento. Saiba mais!

Saiba mais sobre o cristianismo em alguns livros

No Dia do Evangélico Comunhão selecionou 10 livros para estudar e conhecer mais sobre o cristianismo. Saiba mais!