MEC anuncia pastora como braço direito de Vélez

Foto: Reprodução/ Twitter

Esta é a segunda mudança em três dias na pasta, que está sob disputa de grupos governistas; Iolene Lima dirigia colégio baseado na ‘cosmovisão bíblica’

Nesta quinta-feira (14), Ricardo Vélez, Ministro da Educação do Governo Bolsonaro, anunciou que Iolene Lima assumirá a Secretaria Executiva do Ministério da Educação, posição considerada a “Número 2” do MEC.

O anúncio veio dois dias depois de Vélez ter demitido Luiz Antonio Tozi, que deixou o cargo nesta terça-feira (12). Depois da demissão de Tozi, Veléz chegou a postar em seu perfil no Twitter que Rubens Barreto Silva seria o Secretário Executivo. No entanto, a substituição não foi publicada no Diário Oficial e, nesta quinta-feira (14), o Ministro voltou a tuítar para confirmar Iolene Lima como a Número 2 do MEC.

Sobre Iolene Lima

Iolene Lima é pastora da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos (SP), e foi diretora no Colégio Inspire. É uma escola religiosa também no interior de São Paulo. A missão é “educar plenamente o ser humano, criado à imagem de Deus, para o exercício ético da cidadania e da sua plenitude”.

De acordo com o site da Associação de Escolas Cristãs de Educação por Princípios (AECEP), Iolene é formada em pedagogia, com pós-graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional e tem um MBA em Qualidade Educacional.

Até ser confirmada no cargo de executiva por Veléz, Iolene era secretária substituta na Secretaria de Educação Básica do MEC.

*Com informações do MEC


Leia mais

Dia da Escola – há algo a ser comemorado?

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!