17.7 C
Vitória
segunda-feira, 27 junho 2022

Pastor sequestrado na Ucrânia é libertado, afirma a família

Foto: Reprodução

“Muito obrigada a todos por suas orações! Dmitry está em casa. Ele está indo bem””, postou Helen Bodyu, esposa do líder religioso

Por Patricia Scott 

O pastor ucraniano Dmitry Bodyu, líder da Word of Life Church (Igreja Palavra da Vida), segundo informações postadas no Facebook, foi libertado pelos soldados russos. Ele teria sido levado cativo de sua residência em 19 de março.

A esposa do líder religioso, Helen Bodyu, divulgou a notícia em rede social. “Muito obrigada a todos por suas orações! Dmitry está em casa. Ele está indo bem”, postou e frisou: “Obrigada por sua participação, por sua preocupação, ajuda e amor!”.

De acordo com a família do pastor, ele foi abordado em casa por dez soldados russos. A notícia do sequestro de Dmitry levou dias para se tornar pública, porque a cidade foi tomada pelas tropas russas que confiscaram os celulares e outros aparelhos da família.

Olesya Griffith, irmã de Bodyu que mora no norte do Texas, afirmou à KXAS-TV que estava “feliz e aliviada” ao saber da libertação. Já o pastor Otis Gillaspie da Open Door Church em Burleson, Texas, que é amigo da família Bodyu. Ele disse à estação de televisão que tinha fé que Dmitry seria libertado devido à sua personalidade extrovertida e ao poder da oração.

“Eu realmente sinto que a oração faz a diferença e fez a diferença neste caso”, destacou Gillaspie e continuou: “Senti que ele capturou aqueles que o capturaram.”

Melitopol
Na cidade de Melitopol, uma das regiões da Ucrânia que sofrem com o ataque, todos os serviços de internet e celular foram interrompidos. Recentemente, o prefeito Ivan Fedorov também foi sequestrado por forças russas. Depois, libertado.

“O prefeito de Melitopol, Ivan Fedorov, foi solto do cativeiro russo”, informou o chefe de gabinete de Volodymir Zelensky, Andriy Yermak, em uma publicação online.

As forças russas invadiram a cidade de 150 mil habitantes depois de avançarem de bases na Crimeia no final de fevereiro.
Um porta-voz da vice-primeira-ministra da Ucrânia, Irene Vereshchuk, disse à NBC News que as tropas sequestraram pelo menos 14 líderes locais desde a invasão.

De acordo com a CBN News, Valentina, uma funcionária da Orphan’s Promise, ligada à rede de mídia cristã CBN, The Christian Broadcasting Network,, foi sequestrada na rua pelas forças russas. Os agressores jogaram um saco sobre a cabeça dela e a levaram. Ainda não há notícias da missionária até o momento.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se