Pastor do Senado chama parlamentares de “ladrões”

Pastor Bel (PRTB-MA) tomou posse no Senado em Janeiro. Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Declaração surpreendeu os colegas de Senado.  Pastor Bel (PRTB-MA), que é suplente de Edison Lobão (MDB-MA), assumiu o posto em janeiro. E já se diz decepcionado.

O discurso do senador foi durante plenária nesta terça-feira (6). Há pouco menos de um mês como senador da republica, pastor Bel expressou sua “decepção e revolta” com a política brasileira. Reclamou da dificuldade de conseguir recursos para investir no Maranhão e mudar a realidade do estado.

“Estou muito preocupado. Por mim, já tinha entregue esse negócio aqui, porque a gente vem lutando, tenho batido na porta dos ministérios, de todos os ministérios, para ver se consigo algum recurso para o meu estado. Não consegui até agora nem uma bicicleta para levar para o meu estado. Isso me deu uma revolta muito grande.

Deixo aqui o meu mandato à disposição do senador Lobão. E eu deixo aqui a minha revolta com o Senado Federal. Eu deixo a minha revolta com o Brasil. Eu estou muito revoltado com esta Casa, muito revoltado, porque a gente não consegue nada”, Pastor Bel tomou posse em janeiro como suplente do senador licenciado Edison Lobão (PMDB-MA).

Durante o discurso ele apontou o aumento da violência no país e o descaso das autoridades com a situação. “A gente vê, andando nos corredores deste Senado, pessoas que não têm um pingo de caráter, nem vergonha na cara. Deveriam estar na cadeia”, concluiu.