back to top
27.9 C
Vitória
domingo, 23 junho 2024

Rick Warren nomeia sucessores: “é hora de passar a tocha”

Stacie Wood, da esquerda, Rick Warren, Andy Wood e Kay Warren. Foto: A. Larry Ross

“Agora é hora de passar a tocha para uma nova geração que vai amar, liderar e pastorear nossa família da igreja nas próximas décadas”, escreveu Warren

Por Victor Rodrigues 

Rick Warren acaba de anunciar que deixará o cargo de pastor sênior da Igreja de Saddleback, em Orange County, Califórnia. A decisão já havia sido tomada anos atrás, mas a saída será agora.

O pastor ficou por mais de quatro décadas, à frente de uma das maiores e mais influentes igrejas dos Estados Unidos. Para ocupar a liderança da Saddleback, ele nomeou um jovem casal.

“Esta tarde, em nossa reunião de todos os funcionários realizada no campus de Lake Forest, finalmente pude anunciar publicamente que encontramos o casal de Deus para liderar nossa congregação e que eles concordaram em vir!”, disse Warren à sua congregação em Orange através de um e-mail enviado na quinta-feira (02).

- Continua após a publicidade -

Assim também, Warren disse que ele e Kay estavam cheios de amor e gratidão pela igreja e citou um versículo do Novo Testamento sobre lutar o bom combate e terminar a corrida.

Novos líderes  

O e-mail incluía um link para um vídeo com Warren e sua esposa, Kay, junto com os novos líderes: Andy e Stacie Wood da Echo Church em San Jose, Califórnia.

Andy Wood, 40, é atualmente o pastor principal de Echo, enquanto Stacie Wood é uma pastora de ensino. Eles terão as mesmas funções em Saddleback.

Como Saddleback, Echo tem ligações com a Convenção Batista do Sul, embora nenhuma igreja use a palavra Batista em seu nome. Graduado do Seminário Teológico Batista do Sudoeste, Andy Wood também trabalhou com plantador de igrejas através do Conselho de Missões Norte-Americanas da SBC.

Rick Warren nomeia sucessores: "é hora de passar a tocha"
Igreja Saddleback na Califórnia liderada pelo Pastor Rick Warren. Foto: Reprodução / (Flickr) Paul Kagame

“Kay e eu acreditamos muito nesse casal”, disse Warren em um comunicado anunciando a transição. “Nós os amamos muito e estamos confiantes de que Deus os preparou e os escolheu para pegar o bastão e correr a próxima etapa da maratona de Saddleback.”

A busca por um novo pastor começou no verão passado, em parte por causa de problemas de saúde contínuos para Warren. Ele disse à igreja no ano passado que tem mioclonia espinhal, que causa tremores e visão turva, e que piorou nos últimos anos.

Por outro lado, os líderes de Saddleback conversaram com cerca de 100 candidatos em potencial antes de escolher Wood, que pregou na igreja no início deste ano.

Transição

Wood planeja deixar o cargo de pastor da Echo Church no final de junho e se mudará para Orange County para iniciar a transição. O primeiro passo será uma conversa entre os Warrens e os Woods durante os cultos no fim de semana do Dia dos Pais. Logo em agosto, o casal começará a frequentar o Saddleback.

A igreja celebrará o ministério de Warren durante os primeiros fins de semana de setembro. Sendo assim, o primeiro dia oficial de Wood como pastor será 12 de setembro.

“Durante décadas, admiramos e respeitamos o pastor Rick e Kay Warren e seu trabalho através do modelo da Igreja com Propósitos tem sido fundamental”, disse Wood em um comunicado. “Fomos tão abençoados por sua amizade e, após meses de oração e buscando conselhos de outras pessoas, acreditamos que Deus nos chamou para servir na Igreja de Saddleback.”

Uma vida com propósitos

Warren tornou-se conhecido em 2002 com a publicação de “The Purpose Driven Life” (Uma vida com propósitos), um best-seller internacional. O sucesso do livro permitiu-lhe “retornar o dízimo” doando a maior parte de sua renda.

Além disso, em meados dos anos 2000, motivados em grande parte por Kay, Warren e a igreja tornaram-se ativos na resposta à pandemia global de AIDS e no combate à pobreza no exterior, em particular em Ruanda devastada pela guerra. Posteriormente, ele escreveu um livro de dieta popular chamado “The Daniel Plan”, motivado por sua perda de peso.

Em 2013, o filho mais novo de Warren, Matthew, morreu aos 27 anos após anos de luta contra uma doença mental. Dessa forma, a família compartilhou abertamente sobre sua perda e, nos anos após a morte de Matthew, tornou-se defensora de abordar a saúde mental e ministrar às pessoas afetadas pelo suicídio.

*Com informações de RNS 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -