26 C
Vitória
terça-feira, 18 janeiro 2022

Pastor é multado por abrigar refugiados na igreja

O pastor disse que está decepcionado com o veredicto, mas espera que ele ofereça uma oportunidade para mudanças em relação ao asilo da Igreja no estado da Baviera

Por Marlon Max

Um pastor da Igreja Metodista Unida na Alemanha foi condenado por abrigar um refugiado iraniano em uma das igrejas que ele supervisiona, tendo sido considerado culpado de “ajudar e encorajar residência não autorizada”.

O reverendo Stefan Schörk, que supervisiona igrejas no estado alemão da Baviera, foi sentenciado a dois anos de liberdade condicional e multado em 1.500 euros (ou aproximadamente 10 mil reais), que foi confirmado em 8 de novembro pelo Tribunal Distrital de Bayreuth. O pastor planeja apelar do veredicto.

Schörk defendeu suas ações, argumentando em uma entrevista para a televisão em janeiro que o jovem iraniano “precisava urgentemente” de asilo devido a “uma falha oficial”, informou um jornal local, na terça-feira (16).

Em janeiro, Schörk deu asilo a refugiados iranianos em uma igreja que ele supervisionou em Pegnitz, aproximadamente 35 milhas a nordeste de Nuremberg. A questão era que o imigrante iraniano seria deportado para a Grécia, onde havia pedido asilo pela primeira vez. A deportação o teria separado de parentes que já viviam na Alemanha.

Schörk foi acusado de conceder asilo ilegalmente ao refugiado iraniano. De acordo com os tribunais, apenas o estado pode conceder o status de asilo na Alemanha. “Quando eu olho nos olhos de alguém que me fala sobre seu sofrimento, eu tenho que agir”, disse Schörk, conforme relatado pelo jornal BR24.

Com informação de The Christian Post

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se