23.5 C
Vitória
terça-feira, 24 novembro 2020

Páscoa: Jesus não morreu como mártir, mas como salvador, diz Billy Graham

Leia também

País quer elevar comércio com a Índia, diz Guedes

"Nossos olhos brilham como vemos acordos como o da Ásia, que integram toda a região", afirmou o ministro da economia

PF faz ‘maior operação do ano’ contra o tráfico

Durante as investigações, que começaram em 2017, foram apreendidas 50 toneladas de cocaína nos portos do Brasil, da Europa e da África

Bolsonaro lamenta alta de preços de alimentos

O presidente ressaltou que sem medidas do governo federal, como a ajuda para pequena empresas e o auxílio emergencial

Nesta semana, muitos cristãos irão celebrar a sexta-feira santa, que relembra a crucificação de Jesus Cristo e sua morte no Calvário. Em um artigo publicado no jornal Daily News, o evangelista Billy Graham explica a importância da morte e ressurreição de Jesus para aqueles que têm fé.

“Para os cristãos, a morte de Jesus é um dos eventos mais importantes da história. Em Gálatas 6:14, Paulo declarou: ‘Quanto a mim, que eu jamais me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, por meio da qual o mundo foi crucificado para mim, e eu para o mundo”, disse Graham.

O que torna a morte de Jesus um acontecimento tão especial? Graham esclarece que, antes de mais nada, ela é importante por causa de sua natureza – Jesus era Deus na forma de homem.

“Ao longo da história, muitos tiranos e megalomaníacos afirmaram sua divindade, mas somente Jesus Cristo era realmente Deus, que veio do céu e retornou ao céu”, explica o evangelista. “Ele provou não só por suas ações milagrosas, mas por sua ressurreição dentre os mortos. Jesus declarou com exatidão: ‘Eu e o Pai somos um’ (João 10:30)”.

A morte de Jesus também foi única por causa dos efeitos que ela teve, esclarece Graham. “Sua morte não foi de um mártir, sua morte foi de um salvador! Ele veio ao mundo por uma razão: se tornar o sacrifício final e completo pelo pecado. Estamos separados de Deus e merecemos seu julgamento mas, na cruz, Cristo tomou sobre si os nossos pecados e o nosso julgamento”, ele afirma.

Em um artigo anterior, Graham explica por que o dia da morte de Jesus é chamado de “Sexta-feira Santa”.

“É porque a morte de Jesus não foi um erro trágico ou um acidente inesperado, era parte do plano eterno de Deus para o nosso bem. O Filho de Deus era perfeito e sem pecado, mas na cruz, todos os nossos pecados foram transferidos para Ele. Ele se tornou o sacrifício final pelos nossos pecados”, explica o evangelista.

“Se Jesus nunca tivesse ido à cruz, você e eu não teríamos perdão e nenhuma esperança de viver eternamente na presença de Deus. Por ele ter morrido por nós, temos esperança para hoje e para a eternidade”, ele acrescentou.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Do ódio à conversão; o homem que planejava matar Billy Graham

George Palmer planejava matar Billy Graham, mas se entregou a Jesus ao ouvir sua pregação em uma cruzada na Austrália. Saiba mais!

Igreja omissa, incompetente e conivente

A conivência emerge exatamente de a igreja conviver com casos reais de violência doméstica, em sua grande maioria cometida contra mulheres

Estátua de Billy Graham entra para o Capitólio dos EUA

A Associação Evangelística Billy Graham, em parceria com o Estado, está arrecadando dinheiro para a estátua do evangelista e sua instalação. Saiba mais!

Oração em meio à Pandemia

"O Senhor Deus é a minha força. Ele torna o meu andar firme como o de uma corça e me leva para as montanhas, onde estarei seguro"

Liberdade religiosa como escravidão

Liberdade pode ser outra palavra para por tudo a perder. Saiba mais! Foi uma Páscoa estranha de isolamento e lamento. A resposta de nosso país...

Páscoa: Bolsonaro fará videoconferência com líderes religiosos

Na agenda oficial, Bolsonaro não tem compromissos no domingo de Páscoa. Saiba mais! 

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Seminário de ciências bíblicas em edição virtual; começa hoje

Realizado há 20 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil, evento incentiva o estudo e capacita líderes sobre o uso da Bíblia.

Grandes artistas do Brasil no “BH profetiza”

Realizado pela cantora Camila Campos, O BH profetiza vai reunir diversos cantores, entre eles Weslei Santos, Gai Sampaio, pastora Helena Tannure e outros. Evento será transmitido ao vivo, nesta terça-feira, 17 

Conferência pastoral Fidelidade Extrema

Realizado pela Associação Evangelística Billy Graham, a Conferência começou hoje, 13 e vai até amanhã. Saiba mais!

A esperança não decepciona! Live DIP 2021 é hoje

A Missão Portas Abertas fará Live de lançamento do DIP 2021, hoje, às 19 horas para dar detalhes sobre o Domingo da igreja Perseguida. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Deive Leonardo grava última série do ano: Confira!

Gravação será no dia 12 de dezembro, em São José do Rio Preto (SP). Saiba mais!

Bíblia 365! Leitura em um ano da Palavra de Deus

Editora Mundo Cristão lança "Bíblia 365", diagramada especialmente para a leitura em um ano Acaba de chegar ao Brasil a Bíblia 365, lançamento da Editora...

Leonardo Gonçalves e seu “Sentido”

Projeto reúne canções que marcaram os primeiros 20 anos da vida do artista e ainda homenageia músicos que o ajudaram em sua formação e carreira musical

“Força pra encarar”, em prol da consciência negra

Os cantores Leidy Murilho, Talita Barreto e Asaph, da Sony Music se uniram pra cantar uma canção em prol da consciência negra