22.1 C
Vitória
domingo, 5 dezembro 2021

Parte 1: Os 7 erros da benção dos pais

Mais Artigos

Erro 01:  Ficar apenas no “Deus te abençoe, meu filho”

Por Fábio Hertel

Criar filhos requer muita sabedoria. Além disso, há uma série de equívocos que mesmo os mais atentos pais cometem por não saberem como agir diante de situações novas ou desafiadoras. Por isso, reunimos os sete erros mais comuns da benção dos pais na criação dos filhos. Os textos serão publicados em Comunhão em forma de série.

Somos a geração que perdeu a Bênção. E você poderia me perguntar: “Como assim? Deus tem me abençoado, sim senhor!” Ah, esta Bênção certamente jamais perderemos, pois a mão do Senhor não está encolhida para deixar de nos abençoar e salvar. Me refiro à nossa habilidade de abençoar a quem amamos, e principalmente a nossa missão de abençoar nossos filhos.

Esta sim, está perdida em nossa geração. O último resquício desta Vereda Antiga, que é um princípio de Deus, é o ritual familiar do encontro do filho com o pai que diz: “Bênção, Pai!” e o pai rapidamente responde: “Deus te abençoe, meu filho!”. Isso é bom, mas diria que é só o começo. Por quê? Porque não é exatamente o que encontramos como modelo bíblico.

A Bênção na Bíblia

É curioso constatar que em nenhum lugar na Bíblia apareça a expressão “Deus te abençoe, meu filho!” de forma isolada. O que encontramos sempre é a verbalização do que o abençoador deseja que aconteça ao abençoar. Em Gênesis 27:27-29 lemos que Isaque se aproximou de Jacó “o abençoou, e disse…”. Já em Gênesis 1:28-29 encontramos “E Deus os abençoou e lhes disse…E disse Deus ainda…”. Disse o que? Justamente a declaração da Bênção, ou seja, o que o abençoador profetizava e desejava sobre a vida do abençoado.

É como se a Bênção tivesse nome e sobrenome e nós apenas mencionássemos o nome quando dizemos “Deus te abençoe”. Veja, não quero dizer com isso que todas as Bênçãos não provêm de Deus, mas como se Deus estivesse esperando ouvir o que de fato gostaríamos que acontecesse através de nossas Bênçãos.

No relato da Bênção de Zacarias, pai do próspero João Batista, nós lemos “Zacarias, seu pai, cheio do Espírito Santo, profetizou dizendo…” (Lucas 1:67-78). Zacarias cheio do Espírito Santo abençoou seu filho recém-nascido declarando um futuro brilhante e um destino ministerial incrível. E deu no que deu. João Batista foi reconhecido pelo próprio Jesus, o homem mais próspero nascido de mulher, ou seja, ele marcou sua geração porque tinha pais piedosos que o encorajavam e proclamavam Bênçãos poderosas.

A Bênção hoje

Como então você pode avançar em seu ministério de abençoador? Você pode abençoar mais ou menos assim: “Eu te abençoo, meu filho, para que você se case com uma moça de Deus, forme uma família próspera e me dê netos lindos”. “Eu te abençoo, minha filha, para que você seja uma profissional brilhante e crie a maior empresa de sua área”. “Eu te abençoo, meu filho, para que Deus te encha com o Espírito Santo, e você seja o maior missionário desta geração”. E tudo o mais que Deus colocar em seu coração para dar um destino glorioso para seus filhos.

Você e seus filhos estão prontos para prosperar. Então aqueça seu coração e corajosamente abra sua boca para abençoar.

Descubra o próximo erro no link abaixo:

Fábio Hertel é Bacharel em Teologia, psicanalista clínico, pós-graduado em Marketing e uma história recheada de empreendedorismo, criativo, boas estratégias e conhecimentos sobre negócios.

Para saber mais sobre este assunto acesse:  fluir.bencaodiaria.com.br/7erros @fabioherteloficial

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Entrevistas