Parceria entre Augusto Cury e Polícia Federal para diminuir violência

O autor estabeleceu a parceria para tentar conter a onda de violência entre alunos-alunos e alunos-professores em regiões com grande vulnerabilidade social no Brasil

Serão cerca de quatro mil alunos atendidos nas cinco regiões do Brasil.

O autor e psiquiatra Augusto Cury estabeleceu uma parceria com a Polícia Federal para tentar conter a onda de violência entre alunos-alunos e alunos-professores em regiões com grande vulnerabilidade social no Brasil.

A Academia Nacional de Polícia (ANP) – da Polícia Federal – irá utilizar o método do Programa da Escola de Inteligência – apontado como o maior Programa mundial de desenvolvimento das habilidades socioemocionais, atualmente atendendo diretamente mais de 200 mil alunos em escolas de todo Brasil, idealizado pelo autor e psiquiatra – para realização de projeto piloto em escolas públicas que apresentem um ambiente de vulnerabilidade social e violência, nas quais será realizado um trabalho de educação de jovens e adolescentes, de maneira gratuita, para gerenciamento de emoções.

Foram escolhidas cinco escolas, uma em cada região do país, para implementação do programa nos estados: Rio Grande do Sul (Santa Maria), São Paulo (Araraquara), Ceará (Fortaleza), Amazonas (Manaus) e no Distrito Federal (Planaltina). A proposta é ampliar a parceria para atingir mais escolas e por consequência mais alunos de todo o Brasil.

A identificação foi feita pela Polícia Federal com apoio da Secretaria Estadual de Educação de cada estado. Serão cerca de quatro mil alunos atendidos e o início será no mês de agosto de 2017.

As principais vantagens do Programa são o gerenciamento das emoções e desenvolvimento da inteligência, melhoria do rendimento escolar e do aprendizado, habilidades para construir relações saudáveis a administrar conflitos. Também estimula a postura empreendedora e criatividade, o combate e prevenção ao bullying e às drogas e o aumento da qualidade de vida dos professores, pais e alunos.

Autor de 39 obras de Psicologia Aplicada, publicado em mais de 70 países e considerado o escritor mais lido da década, com mais de 28 milhões de livros vendidos, Cury renunciou os direitos autorais e patrimoniais para tornar a metodologia da Escola da Inteligência mais acessível às instituições de ensino privadas e públicas, e também para ampliar o investimento em projetos sociais, junto a orfanatos e instituições sem fins lucrativos.

Sobre a Escola da Inteligência

A Escola da Inteligência é a primeira empresa do Grupo Educacional Augusto Cury e foi criada em dezembro de 2010 na cidade de Colina – SP. Desde 2012, a Escola passou a funcionar em Ribeirão Preto, sob a direção de Camila Cury e Bruno Oliveira.

O Programa inovador é aplicado em 1 hora/aula por semana, dentro da grade curricular, como uma nova disciplina ou dentro de uma disciplina já existente e conta com o auxílio de materiais impressos e audiovisuais, avaliação do desenvolvimento da inteligência socioemocional e formação dos professores, para ensinar os alunos sobre o funcionamento da mente e os comportamentos humanos.

A metodologia da Escola da Inteligência é específica para cada faixa etária, e envolve as seguintes áreas do saber: Neurociência, Psicologia e Filosofia. Atualmente, o Programa atende diretamente mais de 200 mil alunos em instituições privadas e públicas no Brasil.