22.4 C
Vitória
quarta-feira, 27 janeiro 2021

Para que serve o dia mal?

Mais Artigos

Fazejamento

Deixe o passado no passado e avance de maneira firme e constante em direção as coisas que vêm adiante.

Feminismo segundo a TV Record

Não importam os rumos que a trama da TV Record venha a tomar, ela abre espaço para discutirmos as origens do feminismo e até onde os feminismos de hoje estão sendo positivos ou negativos para a mulher

Seria a Bíblia atual?

De fato, propor uma ética bíblica não é tarefa fácil, mas a Bíblia continua válida hoje como o foi no passado.

Dias em que temos vontade de ficar quietos ou de falarmos apenas o necessário e buscarmos um descanso para a nossas almas

Por Lulinha Tavares

Nem todos os dias acordamos soltando fogos, pulando de alegria ou com sangue nos olhos e faca nos dentes, cheios de energia, ânimo e vigor.

Nem todos os dias a capa de super-humano nos cai bem, embora saibamos do valor e da necessidade de desempenharmos bem esse papel a fim enfrentarmos os desafios da vida moderna.

Existem dias em que estamos literalmente de bola murcha e sem muita vontade cantar uma bela canção. Dias em que temos vontade de ficar quietos ou de falarmos apenas o necessário e buscarmos um descanso para a nossas almas.

Aprendi nessa vida que a vitória traz reconhecimento e as derrotas trazem crescimento. O dia mal tem o seu valor.

Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete,

porque ali se vê o fim de todos os homens;

e os vivos o aplicam ao seu coração.

(Eclesiastes 7:2 ARC)

Pensando bem, dificilmente em uma festa paramos para refletir sobre a vida – sobre a sua falibilidade e finitude, por exemplo.

Já no diante de um sepultamento vários desses questionamentos surgem em nosso coração e muito há que se possa aprender em momentos como esses.

De maneira cíclica e ininterrupta as estações do ano se repetem trazendo mudança de temperatura, queda e surgimento de folhas e frutos, secar e transbordar de rios, etc.

E o interessante disso é que a natureza convive muito bem com o dia mal e ressurge sempre de maneira brilhante e gloriosa.

Nos tornamos maduros quando passamos a discernir quando esse dia mal tem a origem natural e cíclica, como nas estações do ano, ou quando vem como consequência daquilo que fizemos ou deixamos de fazer – e nos leva ao quebrantamento e arrependimento.

Podemos aprender uma simples lição com as formigas ensinada na Bíblia. Elas pacientemente ajuntam no verão para desfrutarem no inverno.

Muitos de nós podemos evitar esse tipo de situação se preparando melhor para os dias maus que o inverno da vida traz para nós.

O dia mal serve como um filtro na sua vida por entram “amigos” e saem colegas ou entram amigos e saem irmãos.

Concordo com o que escreveu o teólogo Ruben Alves:

Ostra feliz não produz pérola”

O sofrimento causado pelo grão de areia faz com que a ostra produza a pérola.

O dia mal serve também para nos deixar sensíveis, criativos e produtivos.

Quantas pessoas descobrem-se talentosas, empreendedoras e produtivas diante de grandes perdas em suas vidas.

Portanto, tomai toda a armadura de Deus,

para que possais resistir no dia mau e,

havendo feito tudo, ficar firmes.

(Efésios 6:13) 

O dia mal serve para nos ensinar que existe uma batalha espiritual em curso e que temos em nosso favor a armadura de Deus para que possamos resistir a esses dias e permanecermos firmes e constantes, combatendo sempre o nosso bom combate como um bom soldado de Cristo.

Os passos de um homem bom são confirmados pelo Senhor,

e ele deleita-se no seu caminho.
Ainda que caia, não ficará prostrado,

pois o Senhor o sustém com a sua mão.

(Salmo 37:23-24)

Por fim, o dia mal serve, principalmente, para nos ensinar que existe um Deus que em todo tempo está ao nosso lado, mesmo quando enfrentamos os piores vales da nossa vida e que, quando até pensamos que não temos mais o que fazer e nem para onde ir ou até mesmo mais para onde cair – encontraremos a Sua boa mão para nos acolher, nos sustentar, nos levantar e nos fazer sorrir.

Siga bem, em paz e feliz!

Lulinha Tavares é coach esportivo, formado em Educação Física, MBA-FGV/FIFA/CIES, especialista em Psicologia do Esporte, empresário, pastor e líder da Igreja Batista da Graça em Queimados (RJ)

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Lideranças religiosas protocolam pedido de impeachment contra Bolsonaro

Documento é assinado por 380 pessoas ligadas a diferentes denominações evangélicas, além da igreja católica e de 17 movimentos cristãos. Saiba mais!

Debate nos EUA: Transgênero na pauta de Biden

Presidente americano revogou decisões de Trump que proibia a atuação de transgênero nas Forças Armadas. Saiba mais!

Pandemia faz Brasil registrar recorde de mortes

Elevação em 2020 foi a maior registrada desde 1999, início da série histórica das estatísticas de mortes no país. Saiba mais!

O exemplo de jovens cristãos no combate à dengue

Em Palhoça (SC), jovens cristãos, do projeto Missão Calebe, da Igreja Adventista, fizeram uma campanha contra a dengue. Saiba mais!

Entrevistas

Ilma Cunha: depressão e ansiedade na pandemia

Já viu como tem gente deprimida e ansiosa à nossa volta? As doenças da alma ganharam força total nesta pandemia. Confira a entrevista!

Entrevista com o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande

“O melhor dos cenários para 2021 é com vacina” "O melhor dos cenários para 2021 é com vacina” Por Luciene Araujo “Vamos andar mais rapidamente que o...

Papai Noel – O que ele tem a dizer?

Comunhão “conversou”com “Papai Noel”. Numa entrevista fictícia, ele explica os símbolos e significados do Natal e porque seu personagem tomou o lugar de Jesus...

Mirna Borges: Finanças, planejamento e controle

Uma das principais influenciadoras de finanças no Brasil, Mirna Borges, dá dicas de como sair do vermelho, acertar as contas e ter uma vida mais próspera com o dinheiro, através de princípios bíblicos. Confira!