24.4 C
Vitória
segunda-feira, 15 abril 2024

Paquetá é convocado pela CPI da Manipulação no Futebol

O meia está sendo investigado por envolvimento com apostas esportivas, assim como o também brasileiro Luiz Henrique, atacante do Bétis

Após receber convite para participar da CPI da Manipulação no Futebol e não responder, o meia Lucas Paquetá, do West Ham, será obrigado a se apresentar à comissão após os deputados integrantes aprovarem a sua convocação, em sessão realizada na noite de segunda-feira. Ser convocado significa que, caso o jogador não se apresente, a CPI pode pedir condução coercitiva, como ocorreu com Ronaldinho Gaúcho na CPI das Pirâmides Financeiras.

A comissão oferece a Paquetá a possibilidade de participar por videochamada, já que ele mora em Londres, na Inglaterra. Também é possível que ele seja representado pessoalmente por seu advogado. O meia está sendo investigado por envolvimento com apostas esportivas, assim como o também brasileiro Luiz Henrique, atacante do Bétis, da Espanha, que, diferentemente de Paquetá, respondeu ao convite dos deputados e pode ser ouvido ainda nesta semana, remotamente. O mais provável, contudo, é que Luiz Henrique participe apenas na semana que vem, por causa do feriado de 7 de setembro.

Durante a sessão desta segunda-feira, a CPI da Manipulação de resultados também aprovou o convite ao presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, ao diretor de competições da entidade, Júlio Avellar, e ao diretor de integridade Rômulo Reis. A comissão irá aguardar o retorno dos convidados. Caso não consiga levá-los à Câmara, pode recorrer ao mesmo procedimento adotado com Paquetá e transformar o convite em convocação.

Nesta terça-feira, a CPI irá ouvir representantes da Sports Radar, contratada pela CBF para monitorar inícios de fraudes no futebol. A empresa apresentou relatório denunciando Paquetá e Luiz Henrique mencionando as partidas West Ham x Aston Villa, pelo Campeonato Inglês, e Villareal x Bétis, pelo Espanhol, ambas disputadas no dia 12 de março

- Continua após a publicidade -

As apostas investigadas teriam sido feitas em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, no site da empresa Betway, casa de aposta que patrocina o West Ham, em contas associadas a pessoas próximas ao jogador. Essas contas teriam feito apostas casadas para ampliar os ganhos, por isso teriam envolvido também Luiz Henrique.

Para ganhar, era necessário que os dois atletas levassem cartão amarelo, o que aconteceu no dia 12 de março, quando o West Ham empatou por 1 a 1 com o Aston Villa, pela Premier League, e o Bétis também ficou no empate pelo mesmo placar com o Villarreal, pela La Liga. Ambos foram advertidos com o cartão no segundo tempo de cada partida. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -