21.9 C
Vitória
domingo, 24 outubro 2021

Palmeiras terá 4 semanas livres para treinos antes da Copa Libertadores

A um mês do início das semifinais da Copa Libertadores, diante do Atlético-MG, a equipe só jogará aos sábados ou domingos

O Palmeiras encarou uma verdadeira maratona de jogos no começo do ano, entrando em campo a cada 48 horas. A um mês do início das semifinais da Copa Libertadores, diante do Atlético-MG, a equipe só jogará aos sábados ou domingos e quer aproveitar as semanas livres para aprimorar o trabalho e “voltar ao caminho do sucesso”.

Jogando de sete em sete dias, a ordem da comissão técnica é aprimorar entrosamento e o físico de alguns atletas antes de iniciar a busca por vaga na decisão da Libertadores. Rony voltou de lesão recentemente e ainda carece de readaptação física, assim como Luiz Adriano.

O tempo livre serviria para entrosar Dudu de vez com o time titular e também o lateral-esquerdo Piquerez. Com a saída de Vina, o jovem uruguaio briga com Jorge para se firmar no setor. Um já atua alguns jogos enquanto o outro está em fase final de recuperação de lesão no joelho.

“A verdade é que, desde que chegamos, é a primeira vez que teremos esse tempo todo para trabalhar”, comemora Vitor Castanheira, auxiliar técnico de Abel Ferreira. “Vamos trabalhar aspectos técnicos, táticos e mentais. Serão fundamentais para o time voltar ao caminho do sucesso”.

A um mês do início das semifinais da Copa Libertadores, diante do Atlético-MG,
Foto: Divulgação

Antes de encarar o Atlético-MG, o Palmeiras recebe o Athletico-PR (próximo sábado), visita Ceará (dia 5 de setembro), enfrenta em casa o Flamengo (dia 11) e viaja para enfrentar a Chapecoense (dia 19). A meta nesses jogos será testar novas opções para a Libertadores e, ao mesmo tempo, resgatar os resultados positivos no Brasileirão após somar só um dos últimos 12 pontos disputados.

Depois de ir bem contra o São Paulo, pela Libertadores, e render abaixo do esperado diante do Cuiabá, o sistema com Rony, Dudu e Wesley terá atenção especial para “aprender” a furar paredões defensivos como o encontrado diante dos mato-grossenses no domingo, no Allianz Parque, em derrota por 2 a 0.

Com informações de Agência Estado

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se