Pais novamente em alerta com o “Desafio Momo”

Foto: Reprodução

Nos últimos dias, pais se mobilizaram para denunciar que a “boneca” está aparecendo em vídeos infantis ensinando suicídio

A preocupação com o chamado Desafio Momo voltou a ganhar força após o alerta publicado pela revista Crescer na última sexta-feira (15).

Confira matéria especial produzida pela Comunhão sobre a “Momo”

Segundo os relatos, a personagem de aparência aterrorizante ensina um passo a passo para que a criança corte os pulsos. A cena teria aparecido interrompendo um vídeo inofensivo de uma brincadeira com slime, uma massa maleável.

As informações são de que o vídeo burla os algoritmos de segurança até do próprio YouTube Kids. O ganhou notoriedade a partir da denúncia da professora Juliana Tedeschi Hodar, 41, de Campinas (SP). Ela tomou conhecimento do perigo por um grupo de Whatsapp que orientava aos pais uma conversa com os filhos.

Ao tomar a iniciativa da conversa com a fila de 8 anos, veio a inesperada resposta. Ela afirmou que o vídeo já apareceu para ela por, pelo menos, três vezes enquanto assistia a vídeos infantis. E já apresentava alteração de comportamento. “Ela começou a chorar e disse que estava com muito medo de dormir sozinha, de sonhar com a personagem ou de vê-la saindo de dentro do armário. Foram minutos bem complicados para nós”, contou a mãe à revista.

Monitoramento

A maior surpresa do casal foi que eles já haviam colocado filtros nos vídeos, deixando-os no modo restrito, e as crianças só tinham acesso aos conteúdos do YouTube Kids. “Achamos que, assim, eles estariam mais seguros. Mas agora vamos redobrar ainda mais os cuidados e supervisionar ainda mais de perto o que assistem”, afirma a professora.

Em um dos posts de alerta compartilhados por pais no Instagram, um comentário chama a atenção. “Mostrei para o meu filho (que tem 8 anos) perguntando se ele já havia visto a foto; e ele me falou até o nome dela. Disse que aparece sempre no meio dos vídeos que ela fala palavrões e que tem medo dela. Isso porque o celular dele tem bloqueio de aplicativos e ele consegue ver somente o YouTube kids. E eu nem sabia de nada”, relatou uma mãe.

“Nenhuma evidência”

O YouTube se manifestou com uma carta, em que conta a história da aparição do boneco e diz:

“Muitos de vocês compartilharam suas preocupações conosco nos últimos dias sobre o Desafio Momo – prestamos muita atenção nisso. Depois de muita análise, não vimos nenhuma evidência recente de vídeos promovendo o Desafio Momo no YouTube. Vídeos incentivando desafios prejudiciais e perigosos são claramente contra nossas políticas, incluindo o desafio Momo. Apesar dos relatos da imprensa sobre esse desafio, não tivemos links recentes sinalizados ou compartilhados conosco do YouTube que violem nossas Diretrizes da comunidade.

É importante notar que permitimos que os criadores discutam, denunciem ou instruam as pessoas sobre o desafio / personagem Momo no YouTube. Vimos capturas de tela de vídeos e / ou miniaturas com eles […] Essa imagem não é permitida na aplicação YouTube Kids e disponibilizamos garantias para a excluir do conteúdo no YouTube Kids.”

Ação

O Ministério Público da Bahia (MP-BA), por meio do Núcleo de Combate a Crimes Cibernéticos (Nucciber), anunciou nesta segunda-feira (18) que investigará a ocorrência da personagem “Boneca Momo”, em vídeos infantis, que ensina crianças a se suicidarem. O MP-BA já pediu a remoção dos conteúdos ao Google e ao Whatsapp.

*Da Redação, com informações da Revista Crescer.


leia mais

As mensagens subliminares nos desenhos infantis
Os filhos do quarto

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!