Outubro Rosa: Cartas e livros para mulheres com câncer

Alguns alunos representaram a instituição de ensino na entrega de cartas, lenços e livros. Foto: Divulgação

Como parte da Campanha Outubro Rosa, mais de mil cartas foram entregues para mulheres vítimas de câncer. Trata-se de um projeto social desenvolvido por alunos do colégio Adventista de Curitiba (PR)

O mês de outubro adotou a cor rosa para lembrar as mulheres dos cuidados que devem ter com a saúde, principalmente em relação ao câncer de mama e do colo de útero. Como parte das ações do Outubro Rosa, o Colégio Adventista de Curitiba (PR), desenvolveu atividades para impactar a comunidade.

Desde o início do mês, atividades como palestras foram trabalhadas na escola. Uma das primeiras ações foi a distribuição de pulseiras cor de rosa para pais e alunos. A intenção é que ela seja um lembrete dos cuidados que as mulheres devem ter para prevenir a doença.

Cartas, livros e lenços
Doações irão beneficiar pacientes que estão em tratamento. Foto: Divulgação

Ao longo dos últimos dias, os alunos também produziram mil cartas que foram entregues para a rede feminina para um hospital da cidade.

Além disso, eles também entregaram exemplares do livro “Esperança para a Família”. E distribuíram cerca de 100 lenços que foram arrecadados durante o mês.

A ideia é trabalhar a conscientização desde cedo pela prevenção ao câncer. E inserir a solidariedade entre os estudantes.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é segundo tipo que mais acomete brasileiras, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino. Para o Brasil, foram estimados 59.700 casos novos de câncer de mama em 2019, com risco estimado de 56 casos a cada 100 mil mulheres.

Outubro Rosa

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero.

O movimento é internacional. Foi criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença.

Além de proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade


leia mais

Outubro Rosa e o envolvimento da Igreja