20.6 C
Vitória
quinta-feira, 4 junho, 2020

Os 32 anos da Missão S.O.S. África

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Comissão Europeia avança para disponibilizar € 11,5 bi para recuperação da crise

A Comissão Europeia aprovou nesta quarta-feira, 3, modificações em seu orçamento para 2020 para disponibilizar 11,5 bilhões de euros para a recuperação econômica já em 2020.

Vacina contra covid-19 desenvolvida em Oxford será testada no Brasil

A vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida na Universidade de Oxford, no Reino Unido, será testada também no Brasil, conforme publicação no Diário Oficial da União.

CPI identifica 2 milhões de anúncios do governo em sites de ‘conteúdo inadequado’

Relatório produzido pela CPI das Fake News mostra que o governo federal investiu dinheiro público para vincular 2 milhões de anúncios publicitários em canais que apresentam "conteúdo inadequado".

Bolsonaro formaliza general Eduardo Pazuello como ministro interino da Saúde

O presidente Jair Bolsonaro formalizou no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (3) o nome do general Eduardo Pazuello para exercer, interinamente, o cargo de ministro de Estado da Saúde.

Presidido pelo pastor Eliel Gomes da Silva, o S.O.S. África possui bases missionárias e trabalhos em Angola, Africa do Sul, Malawi e Moçambique

Em 1987, a Assembleia de Deus em Belém do Pará foi procurada por um pastor moçambicano, que relatou sobre as dificuldades enfrentadas pelo evangelismo em conta de guerra civil. No dia 31 de março de 1988, o então pastor presidente viajou para o país, onde permaneceu por quase três semanas. Surgia aí o projeto Missão S.O.S. África.

O projeto tem sede em Johannesburg. E tem bases missionárias em Angola, África do Sul, Malawi e Moçambique.Desde 05 de setembro de 1990, a Missão S.O.S África trabalha de forma independente e se mantém com ofertas de irmãos e de algumas igrejas.

“O trabalho em solo africano ainda encontra obstáculos sociais e culturais, mas ressaltou que atualmente cem por cento das pessoas que o ombreiam foram formados por ele. Esses obreiros e obreiras nacionais africanos são treinados, preparados, reciclados e cuidados”, explicou o pastor Eliel Gomes da Silva.

SOS_África-comunhao
Foto: Facebook

Missão

O Missão S.O.S África trabalha com refugiados de Moçambique, Angola, Congo e outros países. E resgata pessoas que foram enganadas pelo tráfico humano. Em Moçambique, o “Missão” conta com, aproximadamente, mil igrejas plantadas e um grande Projeto Social chamado S.O.S Resgate. Lá mais de 1500 crianças são alimentadas diariamente.

Na Índia, o “S.O.S África”, mantém uma escola primária com cerca de 80 crianças na Vila de Lingaytpalen e quatro creches com cerca de 500 crianças. Em Angola e Malawi há quase 100 igrejas e o trabalho missionário sustenta mais de 50 pastores.

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro Sepal em nova data

A data do encontro Sepal, que aconteceria em maio foi alterada para setembro. Medida foi tomada de acordo com as práticas para o enfrentamento da propagação do coronavírus

Vila Mix em Casa Gospel com grandes nomes

Grandes nomes do meio evangélico do Brasil como André Valadão e Deive Leonardo vão participar do VillaMix em Casa Gospel. Evento será transmitido pelo youtube. Saiba mais!

“Carreata da solidariedade”, Marcha para Jesus em SP

Realizada pela organização da Marcha para Jesus, a ação foi batizada de “Carreata da Solidariedade” e será realizada no dia 13 de Junho

Diante do Trono anuncia congresso online

Diante da pandemia do coronavírus, a banda anunciou o "Congresso Mulheres e Moças" online

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Lições da Escola Bíblica em libras

Conteúdo está disponível no canal da CPAD no Youtube. Todos os vídeos com as aulas estão em libras

Luiz Gwyer lança single “Ânimo”

Canção integra um repertório produzido por Luiz Gwyer em 2013 O cantor e compositor Luiz Gwyer acaba de lançar o single “Ânimo” em todas as...

Não ao racismo! O silêncio da indústria da música

No Brasil, a maior gravadora do país, a Sony Music, aderiu ao movimento anti racista

“Amazing Grace” cantado por pessoas de 50 países

Clipe foi gravado em lugares simbólicos e em idioma próprio de cada país participante