23.8 C
Vitória
sábado, 13 agosto 2022

Tem cheiro de feijoada na panela!

Cheiro de feijão cozido na panela é bom demais! Mas como a iguaria chegou por aqui? A história comprova que o prato é milenar.

Essa mistura de várias carnes, legumes e verduras surgiu no Império Romano, porém o feijão só foi adicionado mais tarde, na América do Sul, por ser originário dessa região.

A farinha de mandioca, alimento básico de muitos povos, chegou através dos africanos e europeus. Havia o famoso e popular “feijão gordo”, um tipo de ensopado acrescido de carne-seca, linguiças, legumes e outras carnes.

A receita ganhou repercussão nos grandes restaurantes de hotéis e pensões cariocas, adquirindo ao longo dos anos uma identidade bem brasileira. Hoje a nossa feijoada não tem época certa para ser degustada. Seja no inverno, seja no verão, sempre será bem-vinda à nossa mesa. Cada um tem uma forma de fazer a sua, mas a farinha de mandioca é um ingrediente que não se usa mais.

Por Andrea Espindula


Leia mais

Maioria dos brasileiros busca uma alimentação saudável

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se