back to top
24.9 C
Vitória
quarta-feira, 12 junho 2024

Oração e estratégia para conseguir um emprego

Faça pesquisas, crie uma lista das organizações onde gostaria de trabalhar e mantenha-se atento às tendências do mercado. Foto: Freepik

Às vezes sobra fé e talento, mas faltam iniciativa e técnica. Veja dicas para aliar as duas coisas.

Por Cristiano Stefenoni

Na busca por um emprego são necessárias duas coisas: orar a Deus e lutar por uma vaga. A primeira é fácil de fazer, mas a segunda requer estratégia. Às vezes sobra fé e talento, mas faltam iniciativa e técnica. E se levarmos em consideração o número de desempregados do país, a conquista de um espaço no mercado é decidida nos detalhes.

Para a presidente do ManpowerGroup LATAM, Mônica Flores, é fundamental tomar cuidado com o que se posta nas redes sociais, pois cada candidato é observado pelas empresas contratantes.

“As empresas têm acesso ao seu histórico profissional, contatos, formações acadêmicas e, inclusive, opiniões. Portanto, cuide bem do seu perfil. Lembre-se de compartilhar ou comentar assuntos apenas quando tiver algo relevante a acrescentar, pois os recrutadores podem estar de olho nos perfis dos candidatos”, alerta Mônica Flores.

- Continua após a publicidade -

Para ajudar na hora de buscar uma vaga, a consultora separou algumas dicas importantes:

Tenha seus objetivos claros

Antes de enviar seu currículo para diversas empresas e vagas distintas, é imprescindível definir os objetivos profissionais que deseja alcançar. Afinal, enviar candidaturas sem ter clareza sobre o que busca pode ser pouco efetivo.

É importante que o candidato realize uma autoanálise para compreender em que momento da carreira se encontra e qual tipo de vaga é mais adequada ao perfil. Faça pesquisas, crie uma lista das organizações onde gostaria de trabalhar e mantenha-se atento às tendências do mercado.

Amplie sua rede de contatos

Ter uma rede de contatos sólida é extremamente relevante para se manter atualizado sobre as oportunidades disponíveis. Além disso, essa rede pode gerar recomendações por parte de outros profissionais e líderes, que podem fazer indicações quando souberem de vagas de trabalho.

Para expandir a rede de contatos, as mídias sociais, como o LinkedIn, são ótimas ferramentas. No entanto, é importante ter cautela ao utilizar a rede, que funciona como um currículo virtual, pois os recrutadores podem acompanhar suas atividades online.

As empresas têm acesso ao seu histórico profissional, contatos, formações acadêmicas e, inclusive, opiniões. Portanto, cuide bem do seu perfil. Lembre-se de compartilhar ou comentar assuntos apenas quando tiver algo relevante a acrescentar, pois os recrutadores podem estar de olho nos perfis dos candidatos.

Busque indicações

As indicações são frequentemente uma maneira eficaz de obter uma vaga de emprego, uma vez que as empresas muitas vezes preferem contratar pessoas com referências, recomendadas por quem já faz parte da equipe.

Para conquistar uma indicação, o caminho é pesquisar sobre a empresa e verificar quais conexões você possui, seja um colega ou alguém que conheça um funcionário. É de grande importância manter um bom relacionamento, demonstrando seu potencial e interesse em trabalhar naquela organização.

Invista em aperfeiçoamento profissional

Cursos, treinamentos, palestras e workshops são excelentes maneiras de aprimorar as habilidades profissionais e são muito valorizados pelas equipes de recrutamento. Ter uma ótima formação é importante, mas é essencial que os profissionais não se acomodem e busquem atualização e compreensão das mudanças do setor.

Após definir seu objetivo profissional e o tipo de vaga que deseja alcançar, pesquise cursos e treinamentos que possam ajudá-lo a chegar mais longe. Mesmo que esteja sem emprego e com recursos limitados, é possível encontrar aulas gratuitas e de qualidade na internet em diversas áreas de conhecimento, o que demonstra seu movimento e interesse.

Estimule seus conhecimentos gerais e soft skills

Muito mais do que conhecimento técnico na área de atuação, equipes de recrutamento avaliam o nível de conhecimentos gerais dos candidatos, pois quem se mantém atualizado sobre o que acontece no mundo possui maior senso crítico e preparo para lidar com adversidades, características muito buscadas no mercado de trabalho.

Ler notícias, assistir a telejornais e pesquisar sobre temas diversos melhoram o relacionamento interpessoal, o que aumenta a confiança na hora de construir a rede de contatos.

Além disso, as soft skills, ou habilidades comportamentais, ganham mais força, pois estão relacionadas com a inteligência emocional do candidato, como comunicação efetiva, trabalho em equipe, resolução de problemas, adaptabilidade, liderança, pensamento crítico e empatia. Apesar de serem mais difíceis de serem mensuradas, essas habilidades vêm sendo pontos-chave para contratações.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -