22.1 C
Vitória
sábado, 28 março, 2020

Documento emitido pela ONU não reconhece Jerusalém como capital de Israel

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Fifa propõe reduzir salários de atletas

A Fifa se reuniu com a Associação de Clubes Europeus e com a Federação Internacional de Jogadores para discutir o impacto da paralisação de campeonatos

Conmebol adianta até 60% da premiação da Libertadores e Sul-Americana

Conmebol decidiu antecipar até 60% das premiações referentes a fase de grupos da Libertadores e da segunda etapa da Sul-Americana

COB cancela fase classificatória dos Jogos da Juventude 2020

Etapas classificatórias dos Jogos Escolares da Juventude 2020 aconteceriam em setembro em três cidades do país

Jogador do Ajax acorda do coma após quase três anos

Depois de dois anos e nove meses em coma, o jogador Abdelhak Nouri, do Ajax, acordou. O jovem estava em tratamento após ter uma arritmia cardíaca em campo

A Organização das Nações Unidas (ONU) é contra o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel. A intenção é pressionar o EUA para que o governo de Trump apresente projeto de paz que prometeu.

A ONU está preparando uma resolução contra o reconhecimento pelos Estados Unidos de Jerusalém como capital de Israel. Essa manobra diplomática seria uma maneira de demonstrar o isolamento dos norte-americanos dentro do Conselho de Segurança.

O EUA é membro permanente do Conselho de Segurança. E poder de veto. O país é o principal defensor de Israel. Segundo a agência de notícias AFP, um alto diplomata palestino declarou que eles já contam com o apoio de 14 dos 15 membros do Conselho de Segurança” para este futuro texto.

Todos os outros membros do Conselho criticaram a decisão. O argumento mais usado foi sobre a violação das resoluções anteriores da ONU, insistindo para que Jerusalém seja parte de um acordo negociado entre israelitas e palestinianos.

Segundo a Times of Israel, o objetivo é pressionar os Estados Unidos para que a administração Trump apresentasse o projeto de paz que prometeram. Mas desde que leve em conta os interesses dos palestinos.

O reconhecimento de Jerusalém como capital é evitado pela comunidade internacional desde a criação de Israel, em 1948. A porção oriental da cidade foi retomada da Jordânia após a Guerra dos Seus Dias, em 1967. Na ocasião, Israel aprovou uma lei, declarando que a cidade seria sua capital “indivisível”, termo que Trump não usou em seu pronunciamento.

Durante as negociações nas últimas décadas, os palestinos exigem que Jerusalém Oriental seja a capital de um futuro Estado da Palestina.

Evangélicos

No Brasil, Deputados evangélicos querem pressionar o governo a seguir os passos de Trump. E mover a embaixada brasileira para Jerusalém. As lideranças evangélicas e judaicas do país celebraram a histórica decisão dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

Leia mais

Israel faz apelo: “mudem as embaixadas para Jerusalém”

Lideranças evangélicas querem embaixada brasileira de Israel para Jerusalém

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Coronavírus: Os eventos evangélicos que já foram cancelados

Devido a pandemia que se instalou no país por conta da Covid-19, muitos eventos evangélicos foram cancelados, suspensos ou adiados. Confira!

Oficina sobre comicidade no ambiente hospitalar

O Lacarta Circo Teatro abre inscrição para palhaço hospitalar. A oficina acontecerá dia 14 e 15 de março das 09h às 16h, na sede...

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Um encontro diário com a Palavra de Deus

A SBB mobiliza-se para levar esperança à população brasileira, disseminando, pelos meios digitais, a mensagem da Bíblia Sagrada. Entre as ações estão a campanha #PalavradeEsperança e o podcast Um minuto com a Bíblia

Como a pandemia deve ser encarada pelos cristãos?

“Creia no sobrenatural de Deus”, diz médica cristã, ao falar sobre o medo do coronavírus e como os cristãos devem encarar a pandemia

Casa Worship lança projeto acústico gravado em Goiânia

A Banda gravou "A Casa É Sua" com releituras acústica de sucessos do seu DVD. "Não consigo descrever a sensação que foi essa experiência"...

“Milagre da vida”: O inesperado pode ser um presente

Em tempos de confinamento por conta do coronavírus, o filme “40 Dias - O Milagre da Vida” vem apresentar essa mensagem de uma forma sensível e desafiadora