23.7 C
Vitória

OMS diz que será preciso alterar estilo de vida até o fim da pandemia

Leia também

Caso Coronavac seja eficaz, SP pedirá liberação emergencial à Anvisa em outubro

A informação foi divulgada em entrevista coletiva, nesta quarta-feira, 12, pelo secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn

Sem reajustes a ministros, STF aprova orçamento com R$ 25,7 milhões a mais para 2021

Depois do levantamento preliminar, foi necessário aplicar um corte de R$ 76 milhões, a fim de adaptar a proposta ao teto de gastos

Bolsonaro está em ótimo estado de saúde, diz médico

Desde o final do mês passado, o presidente retomou as agendas presidenciais e viagens pelo País

As declarações foram dadas no dia em que se completam 40 anos da erradicação da varíola, uma das doenças mais mortais da humanidade

Por Paulo Beraldo (AE)

O diretor do programa de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan, afirmou nesta sexta-feira, 8, que há um caminho para o fim da pandemia, mas que é preciso continuar vigilante e adotar mudanças no modo de viver até lá.

As declarações foram dadas no dia em que se completam 40 anos da erradicação da varíola – uma das doenças mais mortais da humanidade – e as autoridades da OMS lembraram que a atuação conjunta dos países na época deve servir de exemplo na luta contra a covid-19.

“Precisaremos ter alterações significativas no nosso estilo de vida até o ponto de termos uma vacina e tratamentos. E isso não é de todo ruim”, afirmou Ryan, lembrando que a atual situação deve continuar por algum tempo. “Vimos benefícios para o meio ambiente e para a nossa conexão com outras pessoas. É um grande desafio, mas alguns países que saem do ‘lockdown’ podem oferecer esperança para outros”.

Ryan comentou que é preciso que os países tenham solidariedade, transfiram recursos materiais e ajudem uns aos outros. “Com solidariedade vamos vencer essa batalha, ninguém está a salvo enquanto todos não estiverem salvos”, disse, enfatizando a necessidade de reforçar os sistemas de saúde pública.

Varíola

As autoridades da OMS destacaram o trabalho coordenado da entidade e dos países-membos para erradicar a varíola, a primeira e única doença humana a ser erradicada globalmente. Ela existiu por mais de 3 mil anos e matou 300 milhões de pessoas apenas no século 20.

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, lembrou que essa história, a maior vitória da saúde pública do mundo, deve inspirar na luta contra a pandemia do coronavírus, que já contaminou mais de 3,8 milhões de pessoas e causou 271 mil mortes.

Ele lembrou que o principal fator responsável para erradicar a varíola não foi apenas uma vacina, mas sim a solidariedade que permitiu sua distribuição e aplicação nos anos 1960 e 1970. Na época, durante a Guerra Fria, União Soviética e Estados Unidos se uniram para combater o vírus. “Eles reconheceram que o vírus não respeita fronteiras nem ideologias. Essa mesma solidariedade, construída na unidade nacional, é necessária agora mais do que nunca para combater a covid-19”, disse.

A OMS também reafirmou os objetivos estratégicos de seu plano de resposta à covid-19: mobilizar todos os setores e comunidades, controlar casos esporádicos e de grupos, isolando-os rapidamente, acabar com a transmissão comunitária com prevenção, controle de infecções e distanciamento físico, reduzir a mortalidade e desenvolver vacinas e medicamentos seguros e eficazes.

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Canta Recife Experience com Rodolfo Abrantes e esposa

O Canta Recife Experience é o primeiro evento drive-in cristão do Nordeste. Saiba mais!

Semana de lives da Consciência Cristã 2021; Confira as datas!

O tema das lives, que acontece de hoje, 3, até sábado, 8, é "Feitos à imagem de Deus", que será a abordagem do Consciência Cristã 2021

Helena Tannure e Alda Célia no Congresso Vitoriosas

É a terceira edição do evento, que é voltado para mulheres. O tema do Congresso Vitoriosas 2020 será Transformadas. Saiba mais! 

Lagoinha abre curso Linhas de ensino; Saiba mais!

As aulas das turmas do primeiro módulo do Curso Linha de ensino se iniciam a partir de 17 de agosto. Saiba mais!

Plugue-se

Em testemunho de fé, ex miss-universo, Dayana Mendoza se batiza

Dayana Mendoza revelou que encontrou em Jesus as respostas que precisava para sua vida

Baltazar, o atacante brasileiro “artilheiro de Deus”

Conhecido como Baltazar, o "artilheiro de Deus", foi destaque na década de 80, atuando pelo Grêmio de Porto Alegre e hoje, aos 61 anos é pastor e empresário. Conheça essa história!

“Entre a vingança e o perdão”: superando as dificuldades

Deus e perdoa, e você? Embarque nessa viagem sobre superação e perdão com “Entre a vingança e o perdão” 

‘Fala, Pai’: podcast especial para homens

O "Fala, pai" apresenta  31 reflexões, com cerca de três minutos voltadas para os homens. Saiba mais!