Começam as obras de reconstrução da Igreja Luterana

Foto: Reprodução

Quase um ano depois da queda do Edifício Wilton Paes de Almeida, no Centro de São Paulo, a igreja evangélica luterana atingida pelos destroços do prédio vizinho começou a ser reconstruída. As obras começaram em 27 de março.

A Igreja Martin Luther teve 80% de sua estrutura destruída pelo desabamento do edifício vizinho na madrugada de 1º de maio de 2018. O prédio que caiu era ocupado irregularmente por diversas famílias. Um curto-circuito em um dos andares do imóvel provocou o incêndio, que depois colocou os 24 andares no chão.

Sete pessoas morreram. Nenhuma delas estava na igreja. O casal de zeladores que cuidava do local escapou com vida ao fugir pelos escombros.

A obra foi orçada em R$ 4 milhões. A previsão é de que ela seja concluída em um ano. Em entrevista ao G1, o pastor da igreja, Frederico Ludwig disse que pretende entrar com uma ação judicial de indenização contra o governo federal, dono do prédio que caiu, para pedir ressarcimento do dinheiro que será gasto.“Vamos pedir indenização do prejuízo que a gente teve”, afirmou.

O teto da igreja também desabou com  o impacto da queda do prédio. E caiu sobre o altar. Os usados pelos membros da igreja foram destruídos. O piano também foi danificado e o órgão de tubos alemão, avaliado em R$1 milhão.

Construída em 1908, a Igreja Luterana de estilo neogótico, era patrimônio histórico do Brasil. Era considerada um bem cultural e arquitetônico de São Paulo e foi tombada como patrimônio histórico estadual e municipal. Por causa disso, foi necessária a autorização dos órgãos competentes para poder começar a reforma.

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!