Maurício Zágari lança terceiro livro da série de ficção

O autor Maurício Zágari. Foto: Reprodução/Assessoria/Mundo Cristão

“O Mistério de Cruz das Almas”, novo título da série “Aventuras de Daniel”, promete uma empolgante aventura de investigação, suspense e mistério

Chega às livrarias brasileiras, lançada pela Editora Mundo Cristão, a obra “O Mistério de Cruz das Almas”, o terceiro livro da série de ficção “Aventuras de Daniel”, escrita pelo teólogo Maurício Zágari.

Na nova aventura, Daniel parte em uma viagem missionária e se vê envolvido numa trama apavorante, um mistério sobrenatural com direito a misticismo, bruxaria e vampiros, que coloca a fé do jovem missionário à prova e o leva a questionar as próprias crenças.

Marca registrada de todos os livros da série, nessa terceira publicação, Maurício levanta debates sobre questões relacionadas a princípios bíblicos e desafios da vida cristã. O teólogo aborda temas como a fé em Deus em meio ao sofrimento, a priorização do que é mais importante para o reino de Deus, a relação com práticas ocultistas e a importância do evangelismo. Confira o que Zágari fala sobre a obra!

Capa do livro
Entrevista com o autor

COMUNHÃO – Já há relatos de que o desafio de evangelizar “fora do aquário” tem sido atingido? 

MAURÍCIO ZÁGARI – Sim! Tomei conhecimento de muitos jovens e adolescentes que deram os livros da série de presente de amigo oculto ou aniversário para colegas de escola, primos e amigos e viram bastante interesse. Não foi raro alguns dos presenteados virem conversar com quem os presenteou sobre questões tratadas nos livros e mesmo desejarem conhecer uma igreja ou ir a cultos de jovens após a leitura.

Além disso, diversas escolas têm adotados os livros como literatura paradidática, o que naturalmente alcança os estudantes não cristãos. Sei de escolas no Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia e João Pessoa que incluíram a série no conjunto de leituras obrigatórias.
Percebi o potencial evangelístico de “furar as paredes do aquário” dos livros da série quando cheguei certo dia na Saraiva e, em vez de encontrar as obras na seção de livros religiosos, as vi na de literatura infanto-juvenil, entre O pequeno príncipe e Harry Potter e a pedra filosofal. Isso é uma conquista inédita e fenomenal para a literatura cristã.

Se tivesse que definir cada um dos livros dessa série com uma palavra, quais seriam?

Creio que os dois conceitos que definem todos os livros da série são diversão e princípios cristãos. A diversão é o atrativo para não cristãos ou mesmo cristãos que não têm o hábito da leitura desejarem ler os livros. E, uma vez que estão imersos nas páginas, receberão os princípios e os valores bíblicos.

Costumo dizer que a série é como “dar remédio para cachorro” (risos): se você põe uma pílula pura na boca do cão, é provável que ele a cuspa. Mas, se a põe dentro de um pedaço de carne, o cachorro a engole. Com essa visão, a diversão é a carne e os princípios bíblicos são o remédio: o entretenimento, a aventura e a adrenalina despertam o desejo de ler as histórias e, uma vez que o livro está em mãos, o leitor recebe o conhecimento bíblico necessário para sua vida.

Quais têm sido os desafios mais difíceis da igreja (corpo de Cristo) na missão de preservar a mensagem do Evangelho?

Os falsos ensinamentos que são apresentados com aparência de cristianismo. Há muita coisa sendo vendida em nossos dias como evangelho de Cristo, mas que passam longe da mensagem bíblica. Nosso desafio é saber separar o que faz parte do espírito deste século do que é cristianismo puro e simples. A série Aventuras de Daniel busca contribuir com os esclarecimentos necessários para que o leitor consiga separar joio de trigo.


leia mais

Sete enigmas e um tesouro
Maurício Zágari fala sobre amor, perdão e eleição

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!