23 C
Vitória
domingo, 29 novembro 2020

O dilema da mãe trabalhadora

Leia também

OMS: mais dados sobre vacinas são necessários

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom afirmou que vários países no mundo "conseguiram controlar a covid-19, e em comum entre eles, a testagem"

Parte dos pacotes com sementes contém praga inexistente

Outras 15 amostras continham gêneros que têm espécies quarentenárias ou espécies com potencial quarentenário

Maia defende que Congresso discuta soluções para combater racismo no Brasil

Instalada nesta semana, a comissão irá acompanhar os desdobramentos da investigação do caso e promover reuniões

Imaginemos uma trabalhadora que, após passar pelos obstáculos naturais do início da carreira, chega a um cargo de responsabilidade em uma empresa.

O futuro na profissão parece sorrir para ela, mas ela também está apaixonada pelo maridão e mal pode esperar pela vinda do primeiro filho.

Nove meses depois, nossa trabalhadora está em casa com seu bebê recém-nascido. Sua empresa adotou a licença maternidade de seis meses, que passou a vigorar em janeiro, em troca de benefícios fiscais. Esses seis meses de convívio intenso com a mãe provavelmente vão beneficiar o desenvolvimento e a saúde da criança.

A licença de 180 dias é considerada uma vitória para as mulheres trabalhadoras. Mas pode ser um tropeço na ascensão profissional de nossa jovem batalhadora.

É o que pensa, muito desgostosamente, Luciana Moya, especialista nas áreas trabalhista e previdenciária da consultoria Hirashima e Associados. “Infelizmente, aquelas mulheres que querem ser bem sucedidas em setores concorridos e de alta performance não podem tirar seis meses de licença maternidade”, afirma. “Ela deve voltar o mais rapidamente possível”.

Luciana fala com experiência pessoal. “Tive duas licenças maternidade de três meses”, diz. Antes de se tornar sócia da Hirashima e Associados, ela fez carreira na Arthur Andersen, gigante mundial do ramo de auditoria, que fechou as portas em 2002 (após a descoberta, nos EUA, de que grandes empresas ? como a também extinta Enron ? divulgavam contas enganosas). Luciana lamenta não ter tido mais tempo com os filhos, mas acredita que a dinâmica corporativa é implacável com quem se distancia do trabalho por muito tempo.

Ela não crê que a mulher vá sofrer represálias por tirar seis meses de licença, mas acha que a longa ausência faz com que ela “perca a sintonia” com o chefe e colegas – o prejuízo viria “nas entrelinhas”. Com o afastamento prolongado, a mulher ficaria distante dos novos projetos e iria para o fim da fila de promoções, transferências e treinamentos.

É uma dilema que deve torturar as mulheres que enfrentam pesadas disputas por visibilidade nas empresas. Todas querem o melhor para o filho – mas dar o melhor para o bebê significa passar mais algumas semanas com ele nessa fase inicial da vida ou aumentar as chances de ele ter uma mãe com salário maior no futuro? Nós, homens (como pais, companheiros, amigos, chefes, colegas), temos a obrigação de contribuir ao máximo para que ela tome a melhor e mais tranquila decisão nesse momento. Só tenho a impressão que esse nosso “máximo” será sempre pouco, diante do tamanho do dilema.

Diante das opções meses a mais com a criança ou escalada mais rápida na carreira (sua ou da sua companheira), o que você faria? O que você já fez?

Fonte: Revista Época

A matéria acima é uma republicação da Revista Comunhão. Fatos, comentários e opiniões contidos no texto se referem à época em que a matéria foi escrita.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Intenção de consumo sobe 0,8% em novembro, diz CNC

O subíndice que mede a satisfação dos brasileiros com relação ao emprego registrou o terceiro crescimento seguido, com alta de 0,6%

Emocionante! Elaine Martins homenageia família em música

Em um clipe emocionante de homenagem à família, Elaine Martins apresenta uma canção que integra o projeto comemorativo pelos seus 20 anos de carreira. Saiba masi!

Quando a fé e a família são prioridade

Famosos de Hollywood, o casal de atores Alexa e Carlos PenaVega resolveram seguir um estilo de vida dando prioridade na fé e na família.

Família saudável: a importância de uma boa alimentação

A correria do dia dia é a grande desculpa para comer errado. As pessoas preferem preparações mais fáceis e rápidas ou acabam comendo fora de casa

A bíblia condena a masturbação?

"A masturbação não é uma prática inofensiva como a maioria defende. Ela pode causar dependência" Por vivermos uma cultura cada vez mais influenciada pelo humanismo...

Dicas para fortalecer os laços familiares

Família perfeita não existe, mas, com ajustes, é possível conviver com leveza e alegria.

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Conferência Paixão pela Juventude 2020

Realizado pela Juventude Batista Brasileira, evento será online e acontece em duas datas. A primeira será neste sábado, 28, e a segunda, dia 5 de dezembro. Saiba mais!

Miniconferência on-line: “Fé e Ciência para Corpos e Mentes”

Cientistas cristãos brasileiros respondem questões de fé e ciência para corpos e mentes. Tema será abordado na mini Conferência online. Saiba mais!

Seminário de ciências bíblicas em edição virtual; começa hoje

Realizado há 20 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil, evento incentiva o estudo e capacita líderes sobre o uso da Bíblia.

Grandes artistas do Brasil no “BH profetiza”

Realizado pela cantora Camila Campos, O BH profetiza vai reunir diversos cantores, entre eles Weslei Santos, Gai Sampaio, pastora Helena Tannure e outros. Evento será transmitido ao vivo, nesta terça-feira, 17 
- Publicidade -

Plugue-se

Funkeira Ludmilla no gospel?

Em live no Instagram, nesta quinta (26), a funkeira Ludmilla falou do desejo de apostar na carreira gospel e afirmou ter "recebido um chamado" para levar a palavra de Deus aos fãs. Saiba mais!

“40 Dias – O Milagre Da Vida” nas plataformas de streaming

Filme foi lançado no dia 15 de outubro, em mais de 200 salas em todo o Brasil. E agora será possível assistir em casa, pelo seu aplicativo. Saiba mais!

Superação: “Deus me cercou de anjos”, diz Chris Nikic

Chris Nikic, 21 anos, é a primeira pessoa com o distúrbio genético a finalizar o Ironman, a prova esportiva mais difícil do mundo. Saiba mais!

Natal dos Ribeirinhos! Ajude as comunidades da Amazônia

Ação, que realizada pela Sociedade Bíblica do Brasil, faz parte da campanha Luz na Amazônia, que promove assistência integral às comunidades ribeirinhas. Saiba mais!