25.5 C
Vitória
quinta-feira, 18 agosto 2022

Novo EP de Beka Costa tem composições de Anderson Freire

Beka Costa é uma das grandes revelações gospel do Programa Talentos Kids, do Raul Gil

A cantora brasiliense de voz doce é uma das grandes revelações gospel do Programa Talentos Kids, do Raul Gil

Por Ivi Rafaela

Com voz doce e talento surpreendente, a brasiliense Beka Costa despontou no programa Jovens Talentos Kids, do Raul Gil, e desde então compartilha sua linda história de fé e superação através de canções. A cantora fecha o seu EP “Vivendo Milagres Ao Vivo”, com composições de Anderson Freire e a faixa título do projeto como carro-chefe. O projeto teve produção musical de Sillas Silva, jovem músico de Brasília que está despontando no cenário com sua pegada pop.

“Estou muito feliz.O projeto superou todas as minhas expectativas! Foi um privilégio revisitar as canções de Vivendo Milagres em formato live session, orgânico e cheio de emoção. E deixamos para o final esta canção muito especial para mim. Ela simplesmente sintetiza a minha vida. Cada dia um milagre diferente Deus faz em mim. E meu desejo é que todos abram o coração para esta mensagem e deixem o Senhor trabalhar”, compartilha Bekah.

A trajetória musical de Beka começou com apenas 10 anos e não parou mais, quando o pai publicou seu primeiro vídeo em 2009. Em 2013 foi finalista do programa Jovens Talentos Kids. “Eu cantava muito as músicas da Bruna Karla. Foi um divisor de águas e eu pude ter a convicção do meu chamado e do que Deus tinha para minha vida. Eu sempre fui deficiente e junto comigo eu pude levar meu testemunho”, conta. A cantora chegou a lançar dois álbuns independentes – Vivendo Milagres (2013) e Lugar Secreto (2015) – antes de assinar com a MK Music e lançar o EP Tudo Vem de Ti.

A história de superação da cantora é bem emocionante. Aos oito meses, teve osteomielite aguda, que evoluiu para um quadro crônico e infeccionou a tíbia esquerda. Na primeira cirurgia, passou por várias complicações e foi desenganada pelos médicos. Ficou 20 dias em coma profundo, mantida por aparelhos e mesmo assim, seus pais colocavam as canções de Marcos Witt para que ela ouvisse. Até que o milagre veio e a  jovem passou ainda por mais 10 operações. Precisou andar com ajuda de aparelhos (havia diferença de 15 centímetros de uma perna para a outra), mas sempre levou uma vida completamente normal e feliz. E em 2018 amputou o pé esquerdo por decisão própria.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se