Ministério Nova Jerusalém feat. Eli Soares – ‘Shekinah’

Nova_Jerusalém_Eli_Soares
Ministério Nova Jerusalém feat. Eli Soares em novo clipe "Shekinah"

A música ‘Shekinah’ na primeira versão (2005), teve a participação de Nívea Soares. Desta vez, a música conta com a participação do cantor Eli Soares

O Ministério Nova Jerusalém com 19 anos de estrada e vários hits apresenta o EP “Aba Pai”. Entre os sucessos estão: “Segurança”, “Tua Unção”, “Rocha Fiel”, “Discípulos Teus”, “Agora Sonho”.

Liderado por Denise Gonçalves e Samuel Silva, o mistério é um dos maiores representantes do “louvor e adoração” no Brasil, com repertório autoral. A produção do EP é assinada pelo Samuel em parceria com Josué Godói.

“Pensamos inicialmente em um álbum com 12 faixas e até começamos a preparar o projeto desta forma. Mas, decidimos dividir em dois EPs. Preparamos 4 regravações de sucessos com participações que nos abençoaram bastante, e acrescentamos duas faixas já lançadas, como singles: “Já Ouço o Rugido” e “Aba Pai”. Outro EP será lançado em 2020”, explica Samuel.

Participações

As canções que ganharam nova leitura no EP “Aba Pai” são: “Majestoso Deus”, “Rocha Fiel”, “Shekinah” e “Tua Unção”. “Foi uma alegria muito grande ter a querida Bruna Karla e o Marcos Brunet cantando ‘Tua Unção’ com a gente. Assim como a participação do querido Eli Soares em ‘Shekinah’, que na primeira versão (2005), teve a Nívea Soares. Estamos empolgados com o projeto”, detalha Denise Gonçalves.

Carreira 

A história fonográfica do ministério começou em 2001, na MK Music. Na época, usava o mesmo nome da igreja (Igreja Batista Nova Jerusalém, com sede no Rio de Janeiro) e foi um dos grupos precursores do louvor e adoração no Brasil. Foram quatro lindos CDs lançados e um DVD que repercutiram, internacionalmente, com a primeira indicação da gravadora – e da banda – ao Grammy Latino (Discípulos Teus, em 2004).

“Quando a gente lembra que estávamos começando há 19 anos, vemos que tem muita gente que não era nascida. Hoje, nosso intuito é juntar essas duas gerações de uma maneira inteligente para que todos, em uma só voz, adorem Aquele que é digno. E o que é muito interessante nisso tudo é que a música não envelhece, não tem idade!”.

Confira