23.3 C
Vitória
terça-feira, 16 agosto 2022

Nigéria: três cristãos são mortos e 30 sequestrados

Extremistas islâmicos matam e sequestram cristãos na Nigéria -Foto: Portas Abertas

A violência aconteceu no Estado de Kaduna, região severamente afetada pelos extremistas islâmicos Fulani. Saiba mais!

Por Patricia Scott 

Grupo de extremistas armados atacaram igrejas na Nigéria, no último dia 19 de junho. A onda de violência contra cristãos no país é recorrente. Militantes islâmicos atacaram as igrejas Batista Maranatha e St. Moses. Ambas ao Norte do território Nigeriano. A Nigéria ocupa a sétima posição na Lista Mundial da Perseguição (LMP) de 2022, elaborada por Portas Abertas.

De acordo com Portas Abertas, as duas comunidades de fé estão localizadas no Estado de Kaduna. A região é severamente afetada pela violência dos militantes Fulani. Os agressores, segundo a instituição, entraram nas aldeias em motocicletas e atiraram indiscriminadamente.

Portas Abertas informou que menos três cristãos morreram e outros 30 foram sequestrados, sem contar os feridos. A instituição afirmou que os ataques são mais comuns de ocorrer durante cultos dominicais, pela manhã.

A onda de violência, além de afetar os cristãos, paralisam também as comunidades agrícolas. O medo é instalado devido aos sequestros e estupros. As famílias empobrecem, e as pessoas são desalojadas de suas terras. A população local, muitas vezes, é expulsa da região. Os agressores também saqueiam lojas, levando objetos de valor das aldeias.

Lugar mais violento do mundo para os cristãos 

A cada duas horas um cristão é morto devido à fé, informa Portas Abertas. A instituição destaca que a violência de extremistas islâmicos tem como foco islamizar o sétimo maior país do mundo. “Vamos cair de joelhos diante de nosso Senhor e falar com Ele atentamente em nome de nossa família nigeriana”, pediu a instituição. 

Levantamento da Portas Abertas, de 2022, aponta que, em 2021, mais cristãos foram assassinados por sua fé na Nigéria do que em qualquer outro país. Somente no ano passado, quase 80% das mortes de cristãos em todo o mundo aconteceu na Nigéria. Foram mais de 4.650 seguidores de Jesus, o que tornou o país africano o lugar mais violento do mundo para os cristãos.

Em média, na Nigéria, 13 cristãos morrem a cada dia. Isso equivale a 372 cristãos por mês. Cada número, segundo Portas Abertas, é um homem, mulher, pai, mãe, filho ou filha que morre violentamente pelo simples fato de decidir seguir Jesus.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se