27.1 C
Vitória
sexta-feira, 28 janeiro 2022

“Não podemos fazer com que Deus deixe de nos amar”, disse Rick Warren

O pastor Rick Warren frisou que somente a segurança do amor incondicional de Deus pode levar o ser humano a amar seu próximo, conforme ordena o mandamento bíblico.
O líder da grande igreja Saddleback (com templos espalhados pelos EUA e outros países) e autor do bestseller “Uma Vida com Propósitos”, Rick Warren, destacou o amor como um fator essencial na própria criação do ser humano. “Fomos criados à imagem de Deus para fazer duas coisas na Terra: aprender a amar a Deus e aprender a amar outras pessoas. A vida é toda focada no amor.”

Warren também lembrou que o ser humano só consegue amar, porque antes de tudo foi alvo do amor de Deus. “Mas o amor começou com Deus. Ele nos amou primeiro, e isso nos dá a habilidade de amar os outros (1 João 4:19). A única razão pela qual você pode amar a Deus ou amar outra pessoa é porque Deus te amou primeiro. E ele mostrou esse amor, enviando Jesus Cristo à Terra para morrer por você. Ele mostrou esse amor criando você. Ele mostrou esse amor por tudo que você tem na vida. É tudo um dom do amor de Deus!”, explicou.

O pastor também alertou que o amor precisa ser uma realidade na vida do cristão e não apenas parte de um discurso. “Com o intuito de amar os outros verdadeiramente, primeiro precisamos entender e sentir o quanto Deus nos ama. Nós não queremos apenas falar sobre amor, ler sobre o amor, ou discutir o amor. Precisamos realmente experimentar o amor de Deus”, destacou.

“Precisamos chegar a um dia em que, finalmente, compreenderemos como Deus nos ama completa e incondicionalmente. Precisamos nos tornar seguros sobre a verdade de que não podemos fazer com que Deus deixe de nos amar”, acrescentou.

Por fim, Rick Warren afirmou que a conscientização do amor incondicional vindo de Deus também é essencial para a convivência saudável entre os seres humanos.

“Quando estivermos seguros dentro do amor incondicional de Deus, vamos começar ser muito mais compreensivos com as outras pessoas. Não ficaremos mais tão zangados quanto antes”, finalizou.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se