Ton Carfi: Pioneirismo e inovação na música gospel

“Deus tem que ser compartilhado, é isso que tenho feito em minha carreira”, afirma Ton Carfi

Por Priscilla Cerqueira 

Ele é dono de um estilo moderno, uma voz inconfundível, um jeito peculiar de contar a ligação do homem com Deus em versos melódicos. Um artista talentoso que virou um fenômeno e se tornou notório ao trazer uma nova roupagem para a música gospel brasileira.

Consagrado a pastor na Comunidade Batista Hermom, em São Paulo, Ton Carfi, 37 anos, nasceu em um lar cristão, é filho de pastores e sempre foi dedicado à música na igreja. Aprendeu a tocar instrumentos ainda na infância e já integrava grupos de louvor.

Aos 17 anos, participou de um grupo coral onde despontou como um dos melhores solistas. Fez parte de quarteto, grupos musicais, onde fazia banking vocal e depois resolveu ingressar como solista. Já são 12 anos de carreira e oito álbuns lançados.

Ton Carfi chegou ao topo do sucesso diferente do tradicional. Quebrou o tabu do gênero musical que o público evangélico costumava ouvir, apostou no R&B, pop e rap, o estilo preferido do cantor, e deslanchou.  “No início sofri rejeição pela igreja, mas depois a carreira explodiu, pois estava fazendo algo inovador e verdadeiro”, contou.

 

“Meu maior objetivo como cantor é a salvação e a transformação de pessoas pelas mensagens contidas em minhas músicas”

 

Por isso, a construção de sua carreira foi devagar. “Conquistei o público de degrau a degrau, sempre deixando um ‘rastro’ de caráter, respeito, humildade e acima de tudo fé e muita dedicação em cada projeto lançado”, explicou o cantor.

Pioneirismo e inovação

Ton Carfi é um dos corajosos pioneiros e desbravadores de uma experiência musical inovadora no Brasil, que é a união da música gospel com a secular. Notável artista da música cristã brasileira, reitera a seriedade de sua filiação à cultura evangélica.

Com quase um milhão e meio de inscritos em seu canal no YouTube e mais de 220 milhões de visualizações, o cantor emplacou seu primeiro dueto com um artista de outro segmento em novembro de 2015. O convidado foi o vocalista do grupo de pagode Sorriso Maroto, no single acústico ‘Porque eu te amei’, que acumulou 100 mil views na primeira semana.

De lá pra cá já gravou com Bochecha, Jefferson Moraes e MC Livinho. “Sempre tive isso no coração, pois acredito ser uma ferramenta de evangelização. E também uma forma de fazer com que nossa música saia da caixa, das quatro paredes da igreja e alcance pessoas que estão fora dela”, explicou o cantor.

 

“Faço músicas para impactar pessoas e as histórias humanas me inspiram. Penso também na ligação do homem com Deus e tento conectar as pessoas com Ele”

 

No início, o artista sofreu críticas negativas da comunidade evangélica. “Quando gravei a primeira vez com o Sorriso Maroto as pessoas me criticaram muito, mas depois diminuiu. Acho que o povo entendeu qual é a minha missão. A música é universal, não escolhe raça, religião, crença, posição política; é arte, e só é arte se for compartilhada. Deus tem que ser compartilhado, é isso que tenho feito em minha carreira”, afirmou.

Críticas, sucesso e projeção

Ao lançar canções em parceria com cantores de música seculares, Ton Carfi ganhou novos ouvintes, não apenas no YouTube, mas também nos aplicativos de streaming. “Através disso, muitas pessoas foram impactadas pela mensagem do evangelho”, disse.

O artista fez parceria com MC Livinho, com a canção “Minha vida”, e foi por ela que ganhou a maior projeção de sua carreira. A música bateu mais de 50 milhões de views em seu canal no Youtube, ficou no topo entre as mais ouvidas na Deezer por vários meses e ainda foi premiada na terceira edição do Deezer Gospel Day, que prestigia os grandes destaques do cenário gospel, na categoria “Top singles”.

“Eu sabia da projeção, tanto da minha carreira quanto da carreira do Livinho, e a soma disso faria barulho. Tive receio de ser mais negativo que positivo, mas foi o contrário. A repercussão da música foi gigantesca, o que contribuiu muito para o meu crescimento musical, pois o Livinho é um cantor de sucesso absurdo”, contou.

Composições

A inspiração para as canções vem da vida humana. “Faço músicas para impactar pessoas e as histórias humanas me inspiram. Penso também na ligação do homem com Deus e tento conectar as pessoas com Ele”, declarou.

O artista não dimensiona o tamanho de seu repertório de composições próprias, mas dentre tantas, “Porque eu te amei” e “Minha vez” foram as que mais marcaram sua vida. São também as de maior sucesso entre o público, “pois falam de um evangelho simples e de fácil compreensão, afinal, Jesus era isso”, destacou.

Em doze anos de carreira, Ton Carfi gravou seu primeiro DVD “Tríade”, uma homenagem à trindade divina, com participação de três cantores amigos do artista. O projeto conta com 13 canções, sendo 12 delas inéditas. O lançamento será em 2020 e a expectativa é grande.

“Deus tem um tempo certo para tudo. Gravei vários clipes, mas ainda não tinha um DVD. Superou minhas expectativas em cada detalhe, tanto na produção musical, quanto nas pessoas envolvidas no processo, pois o projeto foi muito bem detalhado. Tenho certeza que vai alcançar muita gente”.

Como cantor “meu maior objetivo é a salvação e a transformação de pessoas pelas mensagens contidas em minhas músicas”. Tanto que o artista também costuma visitar enfermos, casas de recuperação e ajudar pessoas carentes através da música.

“Esta é a verdadeira missão, o resto é aquilo que faz parte do nosso sistema religioso. Basta olhamos para Cristo que cumpria sua missão visitando, curando, ajudando, salvando, e estava nos templos, cumprindo lei e ritos religiosos. Sou um imitador de Cristo”, concluiu.

DISCOGRAFIA

2006 – Tenho que Estar Preparado
2007 –
Caminhos
2008 –
DVD Acústico
2009 –
À Espera de um Milagre
2012 –
Revolução
2014 –
Jesus Me Conquistou
2015 –
#SomosUm
2017 –
História de Davi
2018 –
Singles de Ton ComVida
2019 –
EP. Tríade
2020 –
DVD Tríade (em breve)

“Minha vida”, um dos maiores sucessos do cantor

Ouça as canções na rádio Comunhão

 


leia mais

Ton Carfi: o fenômeno da Deezer