26 C
Vitória
segunda-feira, 6 abril, 2020

Leandro Borges, um prodígio criativo

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

PIB da China deve ter no 1º trimestre a primeira queda em 40 anos, diz estudo

O Produto Interno Bruto (PIB) da China deverá registrar no primeiro trimestre a sua primeira queda em quarenta anos, mostra o estudo "Perspectivas do Desenvolvimento Econômico Chinês pós-Covid-19 e impactos para a economia brasileira"

Plataforma Inteligente no combate ao coronavírus no ES

O Centro de Comando e Controle para Ações e Prevenção ao Coronavírus no Estado do Espírito Santo lançou uma Plataforma Inteligente contra a Covid-19. Saiba mais!

Rainha Elizabeth II: “dias melhores virão”

Em 68 anos de reinado este foi o quinto discurso realizado por Elizabeth II, que destacou o esforço dos profissionais do sistema público de saúde na luta contra o covid-19

Igrejas de Cuba terão espaço na televisão nacional

Os evangélicos cubanos de diferentes denominações haviam compartilhado através das redes sociais um pedido dirigido ao Instituto Cubano de Rádio e Televisão (ICRT) , para incluir conteúdo cristão em sua programação regular.

“Quero ser um instrumento de Deus para abençoar a vida das pessoas”


Por Priscilla Cerqueira 

Uma agenda intensa de apresentações, um nome para levar e muita música para tocar na alma. Um jovem prodígio, autor de mais de mil composições, que nutre uma vontade imensa de mostrar ao mundo a verdadeira essência do Evangelho. Fenômeno atual do cenário gospel brasileiro, o catarinense Leandro Borges, de 29 anos, já comemora várias conquistas. A voz impactante e marcante lhe rendeu quatro grandes prêmios em sete anos de carreira: “Troféu de Ouro” na categoria “Revelação Nacional” (2014); “Destaque Nacional” (2015); “Cantor do Ano” e “Música do Ano” (2018), todos ganhos pelo Troféu Gospel. “Essas vitórias pontuam momentos importantes como reconhecimento profissional, além de servir de estímulo”, disse.

Leandro arrebanhou o público com seu louvor pentecostal. Um trabalho que começou ainda criança. “Cresci cercado por músicos na igreja. Aos 7 anos, fazia melodias e letras brincando mesmo, sem tocar instrumento”, contou. No início era só um entretenimento, mas aos 10 ele fez história e se tornou o compositor mais jovem do Brasil ao criar sua primeira canção, “Não Desista”. E de lá para cá muito mais obras vieram. “Logo as portas se abriram, e cantores renomados passaram a procurar minhas músicas. Deus tinha planos para mim.”

“Quero que as pessoas saibam o quão humano eu sou, um ser que tem medos, anseios, fraquezas e alegrias. E que elas vejam o que Deus faz na minha vida. Faço questão de deixar o Evangelho nu e cru”

A carreira de cantor, no entanto, só começou mais tarde, em 2011, após a consolidação como autor. “Eu sempre gostei de cantar o que compunha. No início foi difícil me estabelecer como cantor e compositor. Mas tive fé, sempre acreditei no que Deus me deu, ainda que aos meus olhos parecessem pequenos. Já fiz apresentações em que ninguém cantava a minha música, mas hoje isso mudou.
Sempre busquei a vontade do Pai para a minha vida e nunca desanimei. Ele me inspira e me faz viver. Os propósitos divinos vão além de minhas expectativas”, declarou.

Composições

Os cinco álbuns gravados são totalmente autorais. “Tudo o que canto é de minha composição. E toda oportunidade que tenho gravo minhas músicas e as torno conhecidas”, explica.

O primeiro projeto, “Pelo Reino de Deus”, com 14 faixas, foi lançado em 2011 e chegou ao disco de ouro. Canções como “Prefiro Ser Fiel” e “Cancela o Funeral” caíram no gosto de grupos e artistas e são por eles apresentadas Brasil afora.

Esta última alcançou 2 milhões de visualizações no YouTube. “Ela é profética e vem para certificar que Jesus é o mesmo e ainda faz milagres. Foi gravada numa época em que o streaming não era tão forte como hoje, mesmo assim, a música estourou e virou uma das preferidas do público por conta de seu conteúdo”, declarou.

“Meu maior sonho é que outras gerações sejam alcançadas com aquilo que eu estou fazendo hoje e que se lembrem de mim quando eu não tiver mais forças, que a minha história possa continuar falando e gerando frutos”

“Deus e Eu”, que faz parte do seu último lançamento em 2018 do DVD ao vivo, é a mais conhecida. Em cada composição, uma história diferente. Leandro se baseia no relacionamento pessoal com Deus e nas situações reais da vida para criar, deixando clara sua essência humana. “Gosto de compor a Bíblia, mas escrevo principalmente coisas relacionadas ao meu dia a dia. Quero que as pessoas saibam o quão humano eu sou, um ser que tem medos, anseios, fraquezas e alegrias. E que elas vejam o que Deus faz na minha vida. Faço questão de deixar o Evangelho nu e cru”, pontuou.

Entre tantas que já escreveu, ele diz não ter uma preferida, mas mantém um carinho especial pela que retrata seu momento hoje. “É muito difícil dimensionar a música que mais me impactou nesses anos, pois componho algo que vivo. Mas ‘Chamado’ tem me marcado muito atualmente, e ‘Deus e Eu’ também me toca de forma especial”, citou.
Sonhos

A paixão pela música e pela obra de Cristo na cruz move o jovem compositor a continuar divulgando seu som. O maior combustível é a resposta do público. “Minha inspiração vem de Deus, e as pessoas que têm acesso à minha música criam vínculo e sempre têm um testemunho a contar. O que canto é algo verdadeiro, pois vivo o que escrevo.”

Melodia, harmonia e conteúdo formam o tripé de seu trabalho para causar impacto e transformação. “Meu desejo com as minhas composições é que o Espírito Santo incomode, e a Palavra não volte vazia. Por onde eu ministro, vejo as pessoas chorando, reconhecendo Deus como Senhor. É algo profundo! Eu só quero ser um instrumento de Deus para abençoar a vida das pessoas”, diz.

Mesmo com todos os desafios, Leandro tem certeza de que está trilhando o caminho certo. “Saber disso é a melhor sensação. Estou fazendo o que nasci para fazer.” E como todo jovem, alimenta seus sonhos. “Tenho desejo de expandir esse projeto musical para outros países, para que minhas composições sejam conhecidas. Mas o maior desejo é que outras gerações sejam alcançadas com aquilo que eu estou fazendo hoje e que se lembrem de mim quando eu não tiver mais forças, que a minha história possa continuar falando e gerando frutos”, concluiu.

Confira o clipe da música “Deus e Eu”

Ouça a matéria

Fale com Leandro Borges
Facebook: Leandro Borges
Instagram: @cantorleandroborges
YouTube: Leandro Borges
E-mail: [email protected]
Tel: (48) 3468-4032 / (48) 99926-2414 (assessoria)
- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Live: “As perguntas cruciais a serem respondidas na crise”

Um dos 25 melhores CEO’s dos EUA, Craig Groeschel fará nesta quinta-feira (02), às 10h30, uma Live exclusiva para o Brasil com tradução simultânea

Vigília online ‘Há uma Luz’: um clamor contra o covid-19

Para levar paz e esperança à população afetada pela pandemia global da Covid-19, a plataforma cristã, InChurch, organizou a vigília online “Há uma Luz” nesta quarta (1º).

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Vencendo o medo é tema de campanha da SBB

Nesses tempos difíceis que o Brasil e o Mundo têm enfrentado, a Sociedade Bíblica do brasil quer levar Esperança às pessoas. Por isso, foi lançada a campanha de evangelização "Vencendo o Medo", com o objetivo de compartilhar a Palavra de Esperança.

Danilo Franco traz o pop pentecostal em “Confio em Deus”

Em tempos de isolamento social, a mensagem da canção "Confio em Deus", de Danilo Franco, pode fazer grande diferença na vida de milhares de pessoas. 

Serginho, do Roupa Nova, em projeto gospel

Conhecido por integrar um dos maiores grupos musicais do Brasil, o Roupa Nova, Serginho agora lança "releituras", um projeto com louvores consagrados do meio evangélico

“Me aproximei mais de Deus”, desabafa Yudi Tamashiro

Chorando muito, Yudi Tamashiro contou que a doença foi descoberta há dois meses. Mas só esta semana foi confirmado que o tumor é maligno. Então ele fez um desabafo.