Leandro Borges, um prodígio criativo

Leandro Borges, um prodígio criativo

“Quero ser um instrumento de Deus para abençoar a vida das pessoas”


Por Priscilla Cerqueira 

Uma agenda intensa de apresentações, um nome para levar e muita música para tocar na alma. Um jovem prodígio, autor de mais de mil composições, que nutre uma vontade imensa de mostrar ao mundo a verdadeira essência do Evangelho. Fenômeno atual do cenário gospel brasileiro, o catarinense Leandro Borges, de 29 anos, já comemora várias conquistas. A voz impactante e marcante lhe rendeu quatro grandes prêmios em sete anos de carreira: “Troféu de Ouro” na categoria “Revelação Nacional” (2014); “Destaque Nacional” (2015); “Cantor do Ano” e “Música do Ano” (2018), todos ganhos pelo Troféu Gospel. “Essas vitórias pontuam momentos importantes como reconhecimento profissional, além de servir de estímulo”, disse.

Leandro arrebanhou o público com seu louvor pentecostal. Um trabalho que começou ainda criança. “Cresci cercado por músicos na igreja. Aos 7 anos, fazia melodias e letras brincando mesmo, sem tocar instrumento”, contou. No início era só um entretenimento, mas aos 10 ele fez história e se tornou o compositor mais jovem do Brasil ao criar sua primeira canção, “Não Desista”. E de lá para cá muito mais obras vieram. “Logo as portas se abriram, e cantores renomados passaram a procurar minhas músicas. Deus tinha planos para mim.”

“Quero que as pessoas saibam o quão humano eu sou, um ser que tem medos, anseios, fraquezas e alegrias. E que elas vejam o que Deus faz na minha vida. Faço questão de deixar o Evangelho nu e cru”

A carreira de cantor, no entanto, só começou mais tarde, em 2011, após a consolidação como autor. “Eu sempre gostei de cantar o que compunha. No início foi difícil me estabelecer como cantor e compositor. Mas tive fé, sempre acreditei no que Deus me deu, ainda que aos meus olhos parecessem pequenos. Já fiz apresentações em que ninguém cantava a minha música, mas hoje isso mudou.
Sempre busquei a vontade do Pai para a minha vida e nunca desanimei. Ele me inspira e me faz viver. Os propósitos divinos vão além de minhas expectativas”, declarou.

Composições

Os cinco álbuns gravados são totalmente autorais. “Tudo o que canto é de minha composição. E toda oportunidade que tenho gravo minhas músicas e as torno conhecidas”, explica.

O primeiro projeto, “Pelo Reino de Deus”, com 14 faixas, foi lançado em 2011 e chegou ao disco de ouro. Canções como “Prefiro Ser Fiel” e “Cancela o Funeral” caíram no gosto de grupos e artistas e são por eles apresentadas Brasil afora.

Esta última alcançou 2 milhões de visualizações no YouTube. “Ela é profética e vem para certificar que Jesus é o mesmo e ainda faz milagres. Foi gravada numa época em que o streaming não era tão forte como hoje, mesmo assim, a música estourou e virou uma das preferidas do público por conta de seu conteúdo”, declarou.

“Meu maior sonho é que outras gerações sejam alcançadas com aquilo que eu estou fazendo hoje e que se lembrem de mim quando eu não tiver mais forças, que a minha história possa continuar falando e gerando frutos”

“Deus e Eu”, que faz parte do seu último lançamento em 2018 do DVD ao vivo, é a mais conhecida. Em cada composição, uma história diferente. Leandro se baseia no relacionamento pessoal com Deus e nas situações reais da vida para criar, deixando clara sua essência humana. “Gosto de compor a Bíblia, mas escrevo principalmente coisas relacionadas ao meu dia a dia. Quero que as pessoas saibam o quão humano eu sou, um ser que tem medos, anseios, fraquezas e alegrias. E que elas vejam o que Deus faz na minha vida. Faço questão de deixar o Evangelho nu e cru”, pontuou.

Entre tantas que já escreveu, ele diz não ter uma preferida, mas mantém um carinho especial pela que retrata seu momento hoje. “É muito difícil dimensionar a música que mais me impactou nesses anos, pois componho algo que vivo. Mas ‘Chamado’ tem me marcado muito atualmente, e ‘Deus e Eu’ também me toca de forma especial”, citou.
Sonhos

A paixão pela música e pela obra de Cristo na cruz move o jovem compositor a continuar divulgando seu som. O maior combustível é a resposta do público. “Minha inspiração vem de Deus, e as pessoas que têm acesso à minha música criam vínculo e sempre têm um testemunho a contar. O que canto é algo verdadeiro, pois vivo o que escrevo.”

Melodia, harmonia e conteúdo formam o tripé de seu trabalho para causar impacto e transformação. “Meu desejo com as minhas composições é que o Espírito Santo incomode, e a Palavra não volte vazia. Por onde eu ministro, vejo as pessoas chorando, reconhecendo Deus como Senhor. É algo profundo! Eu só quero ser um instrumento de Deus para abençoar a vida das pessoas”, diz.

Mesmo com todos os desafios, Leandro tem certeza de que está trilhando o caminho certo. “Saber disso é a melhor sensação. Estou fazendo o que nasci para fazer.” E como todo jovem, alimenta seus sonhos. “Tenho desejo de expandir esse projeto musical para outros países, para que minhas composições sejam conhecidas. Mas o maior desejo é que outras gerações sejam alcançadas com aquilo que eu estou fazendo hoje e que se lembrem de mim quando eu não tiver mais forças, que a minha história possa continuar falando e gerando frutos”, concluiu.

Confira o clipe da música “Deus e Eu”

Ouça a matéria

Fale com Leandro Borges
Facebook: Leandro Borges
Instagram: @cantorleandroborges
YouTube: Leandro Borges
E-mail: [email protected]
Tel: (48) 3468-4032 / (48) 99926-2414 (assessoria)