back to top
18.3 C
Vitória
domingo, 14 DE julho DE 2024

Mude de janela

A exortação acima é difícil de praticar, mas é sempre eficaz quando obedecida: Não invista seus melhores recursos colocando molduras em quadros feios

Por Pr. Simonton Araújo

Ir além, fazer diferença diferenciando-se dos demais modelos, sempre nos levará a confrontos, quando enfrentaremos ataques inéditos e violentos, objetivando unicamente nos engolir vivos.

Não foi diferente na história de Pedro, quando ousou surfar, saindo do barco e arriscando a andar sem prancha por sobre ás águas. Ele foi o único que sonhou fazer o que o Mestre fazia naquele momento. Mas isto quase lhe custou a vida.

Falhou! E quem não falha? Somente os loucos acreditam, vomitam e se firmam na sua falsa perfeição (Provérbios 1: 32).

- Continua após a publicidade -

Nós nos alegramos e parabenizamos por sua ousadia. Parabenizamos a quem? A você que ousa fazer algo novo e bonito na direção do Mestre, se aproximando mais de Jesus.

Aprendamos com os erros. Erros de quem? Os de Pedro e os nossos.

Mas qual foi o seu erro? Maconha? Roubo? Observe um detalhe no raio X do naufrágio dele e veja se o mesmo ingrediente não está nos nossos momentos de tribulação.

Leia Mateus 14: 30 e considere que não foram as ondas que aumentaram o seu furor, nem foi o Mestre que se afastou: “Reparando, porém, na força do vento, teve medo; e, começando a submergir, gritou: Salva-me, Senhor!”

Um dos significados de “reparar”, no dicionário Aurélio, é: “dar atenção; importância; ligar”. Reparar é a abominável prática da “idolatria do problema”, do endeusamento do adversário ou da adversidade. Daí, quem anda reparando o que não deve, anda de ré e parando… ré – parando… ré – parando…

Arquivei a historia da menina hiper-abatida porque o cachorrinho de estimação morrera e o pai estava enterrando-o no fundo do quintal da casa. Ela se desfazia em prantos, debruçada na janela da cozinha, contemplando cada detalhe da tragédia.

O vovô se aproxima e com muita sabedoria lhe aconselha: mude de janela! No seu quarto tem janelas que se abrem para o jardim repleto de flores, parque das borboletas e hipermercado dos beija-flores. Nas janelas da sala você avista gente viva indo e vindo na estrada. Mude de janela, querida!

A exortação acima é difícil de praticar, mas é sempre eficaz quando obedecida: Não invista seus melhores recursos colocando molduras em quadros feios. Repetindo: Não coloque molduras em quadros feios.

Se Pedro continuasse olhando fixo para o Seu projeto maior de vida – imitar Jesus – não teria sucumbido. Este é o conselho do autor da carta aos Hebreus: “… olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus” (Hebreus 12: 2).
Deus mandou Paulo escrever este texto para mim e para você: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus.Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3: 12-14).

Pr. Simonton Araújo é Pastor-fundador da Missão Evangélica Praia da Costa (Vila Velha, ES), escritor de dezenas de títulos.

Este artigo foi publicado originalmente em 13 de Setembro de 2010, no portal da Revista Comunhão. As pessoas ouvidas e/ou citadas podem não estar mais nas situações, cargos e instituições que ocupavam na época, assim como suas opiniões e os fatos narrados referem-se às circunstâncias e ao contexto de então.

Mais Artigos

- Publicidade -

Comunhão Digital

Continua após a publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

Entrevistas