25.7 C
Vitória
quinta-feira, 13 agosto, 2020

Mudanças climáticas ameaçam produção de alimentos, alerta ONU

Leia também

Fumaça densa de incêndios florestais encobre o céu de Cuiabá

O prefeito da capital, Emanuel Pinheiro (MDB), estuda decretar situação de emergência.

Distribuição de máscaras a estudantes da rede estadual do Amazonas gera polêmica

A compra foi firmada no dia 4 entre Secretaria de Estado de Educação e Desporto do Amazonas (Seduc-AM) com a empresa Nilcatex Têxtil Ltda, sediada no Mato Grosso do Sul

Bater ponto de trabalho a distância vira questão com pandemia

A Reforma Trabalhista de 2017 regulamenta o teletrabalho como uma prestação de serviços fora das dependências do empregador

Estudo mostra que solos e florestas doentes agravam as mudanças climáticas

A população da terra está crescendo e, com ela, o consumo. Essa tendência só irá aumentar em um futuro próximo, mas os recursos do planeta são limitados – e o solo não é uma exceção.

Um relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) publicado nesta quinta-feira (08) focaliza a conexão entre o uso da terra e seus efeitos sobre a mudança climática.

O documento destaca como, em uma espécie de círculo vicioso, solos e florestas doentes agravam as mudanças climáticas, que, por sua vez, causam impactos negativos na saúde das florestas e do solo.

As conclusões do IPCC são resultado de dois anos de trabalho de 103 peritos de 52 países, que participaram voluntariamente do estudo. Antes do seu lançamento, o relatório foi discutido com os governos no início de agosto em Genebra, na Suíça, e aprovado por consenso por todos os países que participam do IPCC.

Acordo de Paris

O relatório aponta que, se o aquecimento global ultrapassar o limite de 2º Celsius estabelecido pelo Acordo de Paris, provavelmente as terras férteis se transformarão em desertos, as infraestruturas vão se desmoronar com o degelo do permafrost e a seca e os fenômenos meteorológicos extremos colocarão em risco o sistema alimentar.

É um quadro sombrio, mas os autores do IPCC enfatizam que as recomendações do relatório poderiam ajudar os governos a prevenir os piores danos, reduzindo a pressão sobre a terra e tornando os sistemas alimentares mais sustentáveis, enquanto atendem às necessidades de uma população crescente.

“Minha esperança é que este relatório tenha algum impacto sobre como consideramos a terra no contexto das mudanças climáticas e sobre as políticas que promoverão a gestão sustentável da terra e sistemas alimentares sustentáveis”, afirmou Alisher Mirzabaev, coautor do relatório do IPCC.

Solos e florestas

Os solos e as florestas são aliados perfeitos contra as alterações climáticas. Eles atuam como sumidouros de carbono, reservatórios naturais que impedem que o CO2 chegue à atmosfera.

Como aponta Barron Joseph Orr, cientista chefe da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação, a gestão insustentável os transforma no oposto: em grandes contribuintes para as mudanças climáticas.

Da área terrestre do mundo que não é coberta por gelo, cerca de 70% já estão sendo usados para a produção de alimentos, têxteis e combustíveis.
Os ecossistemas como as pradarias são fundamentais para um clima estável, embora sejam muitas vezes ignorados.

Estas vastas áreas, que em grande parte são desprovidas de árvores e arbustos, atuam como grandes sumidouros de carbono. Elas também permitem que o gado paste sem que seja realizado o corte de árvores. A tendência de usar essas terras para lavouras significa uma maior liberação de CO2 para a atmosfera.

“Enquanto é dada muita atenção às florestas, savanas e pradarias são uma paisagem que devemos abordar urgentemente”, afirmou João Campari, líder global para a prática de alimentos da WWF Internacional. “Mais de 50% da conversão para a produção frutífera ocorrem em pradarias e savanas.”

As turfeiras, por exemplo, tipo de área úmida que cobre apenas 3% da superfície terrestre, são outro importante sumidouro de carbono, mas constituem até 5% das emissões globais anuais de CO2. Cerca de 15% das turfeiras conhecidas já estão destruídas ou degradadas.

*Com informações da Agência Brasil.


LEIA MAIS

Milhões de norte-coreanos enfrentam falta de alimento
Cidades terão condições climáticas inéditas até 2050

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

2ª Jornada virtual de estudos em direito e religião

O tema da jornada virtual será Cristãos e o poder: equilíbrio possível? Evento virtual será realizado entre os dias 17 a 21 de agosto

Canta Recife Experience com Rodolfo Abrantes e esposa

O Canta Recife Experience é o primeiro evento drive-in cristão do Nordeste. Saiba mais!

Semana de lives da Consciência Cristã 2021; Confira as datas!

O tema das lives, que acontece de hoje, 3, até sábado, 8, é "Feitos à imagem de Deus", que será a abordagem do Consciência Cristã 2021

Helena Tannure e Alda Célia no Congresso Vitoriosas

É a terceira edição do evento, que é voltado para mulheres. O tema do Congresso Vitoriosas 2020 será Transformadas. Saiba mais! 

Plugue-se

Arianne: carreira, essência e propósito

Arianne, que tem 11 anos de carreira, ficou ainda mais conhecida no Brasil pelo projeto "Como contavam nossos pais", que resgata clássicos da música cristã 

Quarteto Gileade alcança 100 mil inscritos no Youtube

O prêmio do YouTube foi conquistado no mês de abril e, atualmente, o canal Quarteto Gileade conta com 125 mil inscritos

Em testemunho de fé, ex miss-universo, Dayana Mendoza se batiza

Dayana Mendoza revelou que encontrou em Jesus as respostas que precisava para sua vida

Baltazar, o atacante brasileiro “artilheiro de Deus”

Conhecido como Baltazar, o "artilheiro de Deus", foi destaque na década de 80, atuando pelo Grêmio de Porto Alegre e hoje, aos 61 anos é pastor e empresário. Conheça essa história!