18.8 C
Vitória
sábado, 20 agosto 2022

Muçulmana aceita Jesus após estudar a Bíblia

Foto: Reprodução

Hoje, missionária, Bassma Jaballah era estudante universitária na Tunísia quando descobriu a alegria e a liberdade em Jesus Cristo

Por Patricia Scott

Ela nasceu na Tunísia e cresceu como muçulmana. De família islâmica, a visão de Bassma Jaballah começou a mudar na universidade. A jovem estava estudando a transição do Cristianismo para o Islamismo no país. Foi então que os questionamentos acerca de outras religiões começaram.

A Tunísia nasceu como um país cristão. No entanto, tornou-se islâmico quando foi dominado pelo poderoso exército árabe. A partir de então o Islã tomou conta do oeste da Arábia Saudita.

Ao pesquisar sobre essa transição de religião da nação tunisiana, Bassman inicia a leitura das Sagradas Escrituras. Foi então que ela percebeu a diferença na maneira como Jesus se relacionava com as mulheres, valorizando-as. Já o Alcorão as define como pessoas de segunda classe.

“Eu estava sentindo que não me encaixava no Islã como mulher”, revelou Bassman ao 100 Huntley Street. A jovem universitária descobriu os tesouros da Palavra de Deus. A partir de então, o pensamento islâmico, enraizado desde a infância, foi desconstruído.

Bassma se converteu ao Cristianismo, onde encontrou a liberdade em Cristo. “Assim que me tornei cristã, não sabia que não era mais muçulmana. Eu só sabia que estava seguindo Jesus”, afirmou ela. “Imediatamente eu disse a todos em todos os lugares, porque eu estava feliz”.

Como a maioria das famílias muçulmanas, a de Bassma também não aprovou a conversão à fé cristã. Os laços foram cortados. No entanto, ela permaneceu na presença de Jesus. A jovem passou a atuar na agência missionária Voz dos Mártires (VOM), no Canadá, organização que auxilia os cristãos perseguidos ao redor do mundo.

Bassma fez doutorado em Ministério em Liderança. Atualmente, ela trabalha como Missiologista e Diretora de Desenvolvimento de Liderança da VOM, o que a possibilita compartilhar as boas novas do Evangelho com outras mulheres do mundo islâmico. Isso acontece pela internet. Assim, Bassma ajuda cada uma a enfrentar a perseguição quando se tornam cristãs.

“A Igreja está crescendo, está realmente prosperando no norte da África e no Oriente Médio. Apesar do perigo, milhares e milhares de pessoas vêm a Cristo diariamente. Os relatórios dessa parte do mundo são animadores e nos dão esperança”, revela a ex-muçulmana ao Mission Network News.

Ela se casou com o reverendo Riadh Jaballah e também publicou o livro “Discipulado Online de Cristãos Isolados do Norte da África de Origem Muçulmana”, em 2017. A família de Bassma já aceita a sua fé cristã. Estão reconciliados. “Eles sabem que fiz isso por convicção”, admite.

Com informações de God Reports 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se