25.7 C
Vitória
segunda-feira, 17 maio 2021

Mortalidade de cristãos aumenta em 60% em 2020

Número de cristãos mortos no mundo aumenta no último ano. Entenda a perseguição violenta enfrentada por cristãos em todo o mundo

Muitos cristãos são alvos de violência por não sua fé. Na Lista Mundial da Perseguição 2021, o nível de violência é medido pelo monitoramento do número total de incidentes contra os seguidores de Cristo em cada país. Eles podem ser de: cristãos mortos, cristãos presos e igrejas e casas de cristãos atacadas.

Em muitos países e regiões é difícil ter acesso aos números exatos de incidentes, mas, através de fontes indiretas, pode-se saber que há violência contra cristãos. Sendo assim, em alguns casos, os índices trazidos pela pesquisa da LMP são estimados.

Mortos por causa da fé

Por não abandonarem sua fé, muitos seguidores do cristianimso, o que torna esse tipo de incidente um dos principais indicadores da violência contra os cristãos.

O número de cristãos mortos apresentou aumento de 60% na Lista Mundial da Perseguição 2021 com 4.761 casos, se comparada à edição anterior. A Nigéria apresentou o maior número cristãos assassinados, com 3.530 incidentes.

Nigéria-destruída
Vila cristã é atacada e casas são incendiadas e destruídas. Os ataques, em sua maioria, são atribuídos pelo grupo islâmico extremista Boko Haram. Foto: Portas Abertas

Presos por seguir Jesus

Cerca de 4.277 cristãos foram condenados ou detidos por causa da fé, no período de pesquisa. O número de cristãos condenados aumentou em 5% em comparação à LMP 2020, com 1.464 casos.

Já o número de cristãos detidos, diminuiu em 18% e foram registrados 2.813 incidentes. A África e a Ásia são os continentes que apresentam os maiores números de cristãos condenados e detidos, e a Eritreia tem o maior número de incidentes desse tipo.

Estimativa sobre as igrejas e casas atacadas

Na Lista Mundial da Perseguição 2021, o número de igrejas e outros prédios cristãos (casas, lojas etc.) atacados foi de 4.488. Houve uma diminuição de 53%, se comparado à LMP 2020.

A Ásia detém o maior número de casos em que igrejas ou edifícios cristãos como escolas, hospitais e cemitérios, foram atacados, destruídos ou fechados por motivação religiosa.

*Com informações de Portas Abertas

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se