Morre Matheus Iensen – Pastor, cantor e radialista

Foto: Reprodução

Matheus Iensen deixa um importante legado para a história das Assembleias de Deus e na comunicação e política do Sul do Brasil

Morreu, nesta quinta-feira (18), o cantor, radialista e pastor Assembleia de Deus, Matheus Iensen. Além do legado musical, atuou como empresário de mídia cristã, com concessões das emissoras de rádio – Marumbi AM e FM, em Curitiba e Florianópolis; e FM Nova de Paz, em Florianópolis – todas com programação evangélica. Também teve carreira política como deputado federal no Paraná.

Iensen marcou a década de 1960 com memoráveis canções como “Oração de mãe”, “Saudação”, “Mais que milionário”, “O peregrino”, “Gozo real”, “Hora de partir” entre outras.

Paralelamente, Matheus Iensen aventurou-se com êxito no rádio apresentando em 1964 o programa “Musical Evangélico” na cidade de Apucarana. O sucesso foi enorme, e com transferência das suas atividades para Curitiba em 1966, o programa alcançou “fantástica audiência”.

A conjugação do sucesso radiofônico com as apresentações nas igrejas, tornou os assembleianos paranaenses um fenômeno de vendas. Segundo matéria da revista “A Seara”, Iensen (formando duetos e quartetos com os Falavinha) vendeu mais de 30 mil discos na década de 1960.

Homenagem

“Foi uma voz ouvida em todo o Brasil e em muitas nações pelo mundo. Que Deus conforte a todos os familiares”, exprimiu a cantora e deputada Mara Lima.

Pr. Francisco de Assis Barbosa, da Assembleia de Deus em Castelo Branco, Cariacica/ES, é um grande admirador do ministério do Pr. Iensen, e relembra com saudosismo a sua trajetória de vida. “O pastor Matheus era um homem muito família. Pastoreava muitas igrejas Assembleia de Deus na região de Curitiba e em outras regiões do Paraná.  Deixou um grande legado dentro da música evangélica brasileira”, pontua.

“Observo que é uma grande perda para toda a equipe assembleiana. Perdemos um grande homem de Deus. Foi deputado estadual e federal, foi proprietário de rádio e gravadora… Muitos dos hinos que compôs são entoados em nossas igrejas ainda hoje, ele fez um hinário que deve ser conhecido por todos. Uma das gravações que ele fez em sua gravadora Estrela da Manhã, que teve bastante repercussão, foi o LP de Oséias de Paula com o título “Cem Ovelhas”.  Muito vendido na época e cantado até hoje. Oramos para que a família enlutada seja consolada. Deus deu, Deus tomou, bendito seja o nome do Senhor. Perdemos um grande companheiro, mas o céu ganhou”, relata o pastor.

Relembre

*Com informações do blog Mario Sergio Historia. Memórias das Assembleias de Deus.


leia mais

História dos fundadores da Assembleia de Deus vai virar filme

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!