Morre Jefferson Vargas, líder e referência na Igreja Batista no Brasil

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Jefferson Vargas morreu aos 63 anos. Ele foi ex-presidente nacional dos Embaixadores do Rei, e contador da Associação dos Músicos Batistas do Brasil

O administrador Jefferson Vargas, 63 anos, membro da Primeira Igreja Batista de Vitória, faleceu na madrugada desta sexta-feira (6). Ele estava internado no Hospital Meridional desde o dia (17) de agosto.

Diagnosticado com câncer de pulmão em agosto de 2011, Jefferson surpreendeu várias vezes os médicos pela boa resposta ao tratamento. O administrador passou por internações, cirurgias, quimioterapias, mas sempre com muita força e sorriso no rosto. Além disso, lutou como um guerreiro até o fim.

O ex-presidente da Convenção Batista do Estado do Espírito Santo (CBEES) e atual pastor da Primeira Igreja Batista de Vitória, Doronézio Andrade, revelou o carinho que tinha por ele. Contou à Comunhão que recebeu a notícia sobre o falecimento de Jefferson com muita tristeza. Além disso, relatou que o conhecia durante muitos anos, e enviou uma palavra de carinho a família declarando para Deus consolar toda a família neste momento difícil.

CARGOS NOTÁVEIS

Apaixonado pelo trabalho da igreja, Vargas durante muitos anos foi coordenador estadual e nacional dos Embaixadores do Rei, presidente dos Homens Batistas do Estado do Espírito Santo, membro do Conselho Fiscal da Convenção Batista Brasileira, cooperador do Mutirão Nacional Missionário (Munami), da União de Homens Batistas do Brasil e contador da Associação dos Músicos Batistas do Brasil.

Empresário, Jefferson era proprietário da Contatos Contabilidade e deixa esposa, Cleria, dois filhos, Cleferson e Letícia, assim como três netos.

CULTO DE GRATIDÃO

O velório será na Primeira Igreja Batista de Vitória e o enterro acontecerá às 11 horas deste sábado no cemitério Jardim da Paz, em Laranjeiras, Serra. Haverá um culto na igreja às 19h30 desta sexta-feira e outro no sábado pela manhã às 08h30.


Leia mais

Morre Rev Abival Pires, ex-diretor da SBB
Filha de missionários é assassinada em Angola