Moro vai coordenar grupo de combate a corrupção

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ex-juiz federal Sérgio Moro foi nomeado nesta terça-feira (20) para coordenar o grupo técnico de Justiça, Segurança e Combate à Corrupção do gabinete de transição do governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Sérgio Moro está trabalhando com a equipe de transição desde que foi anunciado como futuro ministro da Justiça e Segurança Pública. Seu nome foi formalizado na equipe em edição do ‘Diário Oficial da União’.

Nesta segunda (19), foi publicada a exoneração, a pedido de Moro, que, depois de 22 anos de magistratura, decidiu aceitar o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Justiça, que será ampliado.

Nesta segunda-feira (19), Sérgio Moro almoçou no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde funciona o gabinete de transição, com dois delegados da Polícia Federal que atuaram na Operação Lava Jato: a delegada Érika Marena e o ex-superintendente da PF no Paraná Rosalvo Franco. Os delegados estão auxiliando na transição, de acordo com o futuro ministro.

A disposição de Bolsonaro é que Moro coordene ações de combate à corrupção e ao crime organizado, para tanto o Ministério da Justiça deverá incorporar a Secretaria de Segurança Pública e parte das atribuições da Controladoria-Geral da União e do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

O nome do novo diretor-geral da Polícia Federal deve ser anunciado ainda esta semana.