24.1 C
Vitória
terça-feira, 18 maio 2021

Bolsonaro sugere troca da PF; Moro avisa que deixará o cargo

A decisão veio após o presidente Jair Bolsonaro informar a troca da diretoria-geral da Polícia Federal. O presidente tenta reverter decisão

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, avisa que deixará o cargo nesta quinta-feira (23), após o presidente Jair Bolsonaro informar a troca do comando da Polícia Federal (PF), atualmente ocupado por Maurício Valeixo.

Bolsonaro informou a Moro a sua decisão por meio de uma reunião, mas ele informou que se Valeixo sair, ele também sairá, conforme explicou aliado do ministro.

Valeixo foi escolhido por Moro para o cargo no início do ano passado. O delegado comandou a Diretoria de Combate do Crime Organizado (Dicor) da PF e foi Superintendente da corporação no Paraná, responsável pela Lava Jato, até ser convidado pelo ministro, ex-juiz da Operação, para assumir a diretoria-geral.

Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) foram encarregados de fazer o ministro recuar em sua decisão. Mas desde o ano passado, Bolsonaro vinha alertando que mudaria o comando da PF, pois quer ter o controle da instituição.

Valeixo é um profissional de confiança de Moro, por isso ele decide deixar o cargo. O ministro afirma, ainda, que deixou a vida de juiz para se dedicar ao ministério, pois estava cansado de levar “bola nas costas”.

Vale destacar também que Sérgio Moro é, atualmente, o ministro mais popular do governo Bolsonaro, com aprovação ainda maior que a do presidente, segundo o Datafolha. Em dezembro de 2019, uma pesquisa revelou que 53% da população avalia como ótima/boa a gestão do ex-juiz no Ministério da Justiça. Outros 23% a consideram regular, e 21% ruim/péssima.

*Com informações da Folha de São Paulo.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se