20 C
Vitória
sexta-feira, 23 abril 2021

Missão saúde no Amazonas

Além de compartilhar o evangelho para os ribeirinhos no Amazonas, voluntários missionários do Brasil levam remédios e cuidados médicos através do Missão Saúde

Voluntariado e compaixão pelas almas! Um grupo composto por médicos, dentistas, enfermeiros e outros missionários passaram seis dias desse mês de janeiro, no interior do Amazonas para atender às comunidades ribeirinhas. São voluntários do projeto Missão Saúde, da Junta de Missões Nacionais, ligado à Convenção Batista Brasileira.

O grupo, que chega ao local pelo barco missionário, realiza atividades com as crianças, estudos bíblicos, trabalhos de evangelização, cultos e visitação nas casas. E reforçam o trabalho que já é realizado diariamente através do Projeto Amazônia.

A reação das pessoas nas comunidades é de alegria e gratidão, “pois muitos deles estão doentes, sem medicamentos, e o barco leva diversos insumos que abençoam a vida no local”, afirma Germana Matheus, coordenadora do projeto Amazônia.

“É muito bonito de ver. É extraordinário mesmo! Quando o barco está chegando na comunidade, a criançada enche a margem do rio, esperando o barco aportar. É, de fato, uma viagem missionária que está integrada com todo um projeto que já está acontecendo”, conta o Pr. Pedro Veiga.

Caravana missionária

O objetivo da viagem é abençoar as comunidades ribeirinhas onde os Radicais Amazônia estão plantando igrejas, e cuidar e ajudar esses missionários que moram na região.

“Os radicais já fazem um trabalho continuado nessas comunidades e as caravanas levam reforço, ânimo e encorajamento para os que já estão lá, e levam profissionais para abençoar a comunidade, que viabilizam o projeto Novo Sorriso da Amazônia, voltado para procedimentos da saúde bucal”, explica o pastor.

A caravana missionária é, normalmente, formada por membros que pertencem a alguma igreja, mas, desta vez, uma voluntária não cristã esteve com o grupo. Entre os que participaram da viagem, estava Anna, uma médica polonesa que nunca havia estado em culto, mas soube da viagem e quis participar. “Ela ficou muito feliz! Disse que pretende vir outras vezes e que quer saber mais sobre esse amor de que falamos tanto!”, conta Germana.

Voluntários

Voluntária na viagem para a Amazônia pela primeira vez, a médica Dana Liza Martinicorena de Souza conta que estava em busca de poder ser útil em algum lugar, além da sua própria cidade. “Eu tenho o chamado para servir. Já tive outras experiências no Acre e no Sertão. Quero poder ser benção, demonstrar o amor por meio de ações e também ser impactada pelo evangelho”, conta.

Ao chegar no local, a médica lembra que o que mais chamou sua atenção foi o fato de existirem pessoas que vivem tão distante, mas pelas quais Cristo também morreu e que jamais são esquecidas por Ele. “O amor de Cristo por mim é o amor de Cristo pelos ribeirinhos. Eu voltei da viagem com vontade de estar lá novamente!”, compartilha animada.

Uma das experiências marcantes que a voluntária viveu foi observar o trabalho e a vida dos Radicais que moram e trabalham nas comunidades.

“Os missionários Radicais me marcaram muito. São jovens realmente comprometidos com a obra. Ministram a Palavra de Deus com intensidade e se desprenderam de muitas coisas para viver o chamado deles”, comenta a médica, que presenciou testemunhos dos ribeirinhos, prova do que Deus tem feito por meio dos Radicais.

*Com informações da Junta de Missões Nacionais

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se