Como conciliar o ministério e o casamento?

Pergunta enviada por Deusedir de Oliveira Batista, da Igreja Assembleia de Deus Rompendo a Fé

Paulo ensina ao jovem pastor Timóteo os desafios da lida ministerial em I Tm 3.4,5 (NVI). A família é o esteio social que perpassa por toda a estrutura comunitária hoje. A família do pastor deve ser alvo de cuidado especial, entendendo o líder que a eficácia da sua liderança está diretamente ligada à sua postura familiar, posto que, na Grande Família do Senhor, diversos desafios se apresentam.

E tendo uma boa vivência familiar, o pastor poderá trabalhar de forma eficaz. Infelizmente, segundo estatísticas, o ministério pastoral afeta diretamente as famílias de forma negativa, que é outro viés a ser observado pelo pastor. Vemos em Paulo a orientação de termos uma vida familiar equilibrada para termos um ministério eficiente. Ele parte do princípio de que, se tenho uma família sadia, terei um ministério sadio. A fala paulina pulsa de forma incômoda nos corações apressados dos líderes.

O sucesso de um ministério está intimamente ligado à questão da estrutura familiar. Parafraseando um dito popular, pode-se afirmar que “nenhum sucesso ministerial justifica um fracasso no lar”. Em síntese, o sucesso, ou o fracasso ministerial, começa e termina dentro do lar do líder.