26.9 C
Vitória
domingo, 28 novembro 2021

“Minha vida mudou completamente”, diz ex-muçulmano

Líder cristão responde à perseguição de maneira bíblica

Por Marlon Max

Ao deixar de lado o islã e se converter ao cristianismo, os seguidores de Jesus nos países da África Subsaariana enfrentam perseguição vinda da família, da comunidade e até de grupos extremistas. Na região onde o pastor Salim mora, segundo reporta a missão Portas Abertas, quase toda a população é muçulmana. Ele também seguia a religião predominante, mas na adolescência ele ouviu sobre Jesus na escola.

De acordo com Portas Abertas, ele estudou mais sobre a palavra de Cristo e decidiu entregar a vida ao Senhor. “Minha vida mudou completamente, eu pude ver o amor de Cristo em minha vida”, testemunha. Desde então, ele entendeu que foi chamado por Deus para compartilhar sobre Jesus com todos os muçulmanos que pudesse.

Mas, como o país é de maioria muçulmana, o líder enfrenta dificuldades para compartilhar a palavra e é perseguido. “Os muçulmanos nos ridicularizam e zombam de nós, perguntam sobre Jesus e dizem que estamos apenas seguindo um homem e somos enganados por ideias. Eles dizem coisas como: ‘Vamos queimar a igreja, destruí-lo e matá-lo’”, compartilha.

Apesar de ele e a família correrem risco, o líder cristão se recusa a desistir e busca consolo na palavra de Deus: “A Bíblia diz que sempre que você pregar o nome de Jesus passará por perseguição”. O líder participa de treinamentos da Portas Abertas para responder à perseguição de maneira bíblica e encoraja os demais cristãos da comunidade a se aprofundarem no evangelho.

Com informações Portas Abertas

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se