25.2 C
Vitória
segunda-feira, 21 junho 2021

Milton Ribeiro leva Bíblia às famílias das vítimas da chacina em SC

Ao entregar Bíblia às famílias vítimas da tragédia que matou cinco pessoas na creche em Saudades (SC), ministro da educação, Milton Ribeiro afirmou: “Tenham esperança, tenham fé”

Por Priscilla Cerqueira 

O Ministro da Educação, Milton Ribeiro visitou a creche Pró-Infância Aquarela, em Saudades (SC) na última sexta-feira, 14, local onde aconteceu a chacina no início do mês que matou cinco pessoas.

Ele visitou a escola acompanhado do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, do prefeito da cidade, Maciel Schneider e demais autoridades.

Além das famílias das crianças, os professores estão em acompanhamento com psicólogos desde o ocorrido. Além de levar uma mensagem de solidariedade, o ministro entregou uma bíblia para cada família vítima da chacina. Em sua conta no instagram, Milton relatou ter ficado bastante emocionado.

“Vim dar um abraço em nome do governo federal a essas famílias e a essa cidade diante dessa tragédia. Sei que as palavras, até mesmo do Presidente da República, não são suficientemente consoladoras como a presença de alguém, por isso que vim e trouxe a palavra de Deus. Eu trouxe uma bíblia para cada família”, conta Milton Ribeiro.

A chacina chamou a atenção de todo o Brasil pela crueldade. O ministro afirmou que a morte das crianças e das educadoras não foi em vão. “Vamos voltar aqui para dizer que a morte delas não foi em vão”, afirmou. “Que o Senhor proteja nossas crianças. Tenham esperança, tenham fé”, completou.

Segurança

Além da solidariedade, o governador Carlos Moisés também ofereceu mais segurança ao município, que tem cerca de 10 mil habitantes.

“Estamos trazendo a solidariedade à cidade e, ao mesmo tempo, tive uma conversa com o prefeito para que possamos planejar algumas ações e mitigar os efeitos dessa situação grave, além de apoiar as ações que já estão acontecendo”, garantiu.

O governador também garantiu a contratação de vigilantes para fazer a segurança nas escolas. “Estamos aditivando o chamamento público para seguranças de escolas. São 1.160 escolas estaduais que teremos vigilantes sendo chamados nos próximos dias. Conversando ainda com o prefeito, queremos trazer esperança para a cidade para que a gente possa entender que é um evento que não deve se repetir jamais e criarmos um ambiente favorável e acolhedor”, conclui.

*Com informações adicionais de NDmais e instagram

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se