25.1 C
Vitória
terça-feira, 20 abril 2021

Militar chinesa é forçada a deixar o exército por causa da fé

Por seguir a Cristo, uma militar chinesa perdeu prêmios, distinções e benefícios. População cristã do país enfrenta altos níveis de perseguição

Por Priscilla Cerqueira

Cada vez mais a China repreende cristãos por causa de sua fé. E agora, uma militar cujo nome não pode ser divulgado por questão de segurança, foi forçada a deixar a carreira no exército por seguir a Cristo. A mulher era famosa por seu canto e apresentações no exército chinês.

E chegou a conquistar uma ótima reputação para a Divisão de Apresentação e Cultura do Exército, após ser contemplada com vários prêmios. A ordem foi dada pelo chefe dela. A militar só tinha duas opções: negar a fé, continuar no exército e manter sua reputação, ou arriscar tudo e declarar seu amor a Cristo. Mas ela ficou com a segunda opção.

Seu pedido de demissão enfureceu o chefe, que a puniu removendo todos os prêmios e distinções que já havia conquistado ao longo da carreira. Ela também teve seus benefícios de aposentadoria que havia acumulado ao longo dos anos reduzida.

Depois de alguns anos de relativa liberdade religiosa, os cristãos da China voltaram a enfrentar dificuldades por causa da fé em Cristo. Muitas igrejas têm sido alvo de invasões e isso faz com que os encontros voltem a ser secretos.

Veja vídeo que mostra a perseguição na China
- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se