back to top
27.9 C
Vitória
quarta-feira, 12 junho 2024

Mike Tyson volta ao boxe no fim de semana na função de mentor

Ex-campeão mundial, Mike Tyson volta ao boxe no fim de semana na função de mentor - Foto: Reprodução Instagram / @miketyson
Ex-campeão mundial, Mike Tyson volta ao boxe no fim de semana na função de mentor - Foto: Reprodução Instagram / @miketyson

Sem entrar no ringue profissionalmente desde 2005, Tyson assumirá uma nova função no boxe no duelo entre Francis Ngannou e Tyson Fury

Cercado por polêmicas, Mike Tyson é um personagem único no universo das artes marciais. Ex-campeão mundial dos pesos-pesados, o americano não se afasta do boxe, mesmo após a aposentadoria. Aos 57 anos – e sem entrar no ringue profissionalmente desde 2005 -, Tyson assumirá uma nova função no boxe neste sábado, no duelo entre Francis Ngannou e Tyson Fury: será um mentor do estreante camaronês, de 37 anos. A luta acontece em Riad, na Arábia Saudita.

Ngannou tem uma longa carreira nas artes marciais. Antes de aceitar o desafio de se aventurar no boxe e receber os conselhos de Mike Tyson, ele se tornou, em 2021, o primeiro africano campeão dos pesos-pesados no UFC 260, após vencer Stipe Miocic por nocaute no segundo round. Após conflitos com Dana White, sobre sua extensão contratual com o UFC, passou a almejar uma carreira no boxe.

Assim surge a influência de Mike Tyson em sua carreira. Fury, primeiro adversário de Ngannou, é o atual campeão mundial dos pesados. O camaronês, desde que deixou o UFC, almejava uma disputa pelo título em sua estreia no boxe. Para se preparar e adaptar ao novo universo, o trabalho de Tyson, com sua experiência de cinco décadas, se provou fundamental.

“Ele (Mike Tyson) é muito intenso. É sobre volume, pressão. Lembro da primeira vez que treinamos juntos. Ele dizia: ‘está dolorido?’. Eu respondia: ‘não’. Isso foi um erro. Depois, acordava todo dolorido e ia para o segundo treino”, afirmou Ngannou, em entrevista ao The MMA Hour. Tyson focou também em preparar fisicamente Ngannou. Além de ser sua estreia no boxe, o lutador não entra profissionalmente no ringue desde janeiro de 2022.

- Continua após a publicidade -

“Quantas vezes você realmente tem a oportunidade de se envolver em um evento imortal como este? Quantas vezes na minha vida posso fazer algo assim?”, explicou Mike Tyson ao Daily Mail, quando questionado sobre sua motivação em retornar ao boxe 18 anos após seu último combate profissional. Desde que se aposentou, no entanto, esta não será a primeira experiência do ex-lutador no ringue.

Em 2020, enfrentou Roy Jones Jr., em duelo que terminou em um empate simbólico. A luta foi apenas de exibição, sem contagem de pontos, com oito rounds de dois minutos cada. Ao final, tanto ele como o rival foram declarados campeões pela Comissão Atlética da Califórnia. Com sua forma em dia, mesmo longe dos ringues, ele tenta servir de inspiração para o camaronês. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -