22.1 C
Vitória
quinta-feira, 2 julho, 2020

Michel Temer é preso pela Lava-Jato

Mais lidas

Queimada na Amazônia em junho é a maior dos últimos 13 anos

Mesmo com o Exército na região, as queimadas na Amazônia têm maior número de focos de calor no mês desde 2007

Xavantes contabilizam 32 mortos e se unem para enfrentar a covid-19

O Conselho Indígena Missionário já contabiliza 380 mortes de índios no País. Saiba mais! 

Governo prorroga restrição para entrada de estrangeiros no Brasil

Portaria que estende o prazo saiu no Diário Oficial da União de hoje. Saiba mais! 

Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano

PEC foi aprovada na semana passada no Senado.

Além do ex-presidente Lula, o Brasil tem mais um ex-presidente detido

O ex-presidente Michel Temer foi detido pela Operação Lava Jato no Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira (21).

O mandado foi expedido pelo juiz Marcelo Bretas da 7ª Vara Federal, da força-tarefa da Lava Jato carioca. A polícia também está em busca de Moreira Franco, ex-ministro ex-ministro de Minas e Energia do governo Temer.

De acordo com o G1, a Polícia Federal (PF) tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso, desde a quarta-feira (20). O ex-presidente responde a dez inquéritos e cinco deles tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF).

Os inquéritos, que estão correndo em primeira instância, foram abertos à época em que o Temer era presidente da República e foram encaminhados à primeira instância depois que ele deixou o cargo. Já os outro cinco froam solicitados pelo ministro Luís Roberto Barroso quando Temer já não tinha mais foro privilegiado.

Temer estava sendo investigado desde o ano passado. Agora, o delator José Antunes Sobrinho, dono da Engevix, informou que pagou R$ 1 milhão em propina, a pedido do coronel João Baptista Lima Filho (amigo de Temer), do ex-ministro Moreira Franco e com o conhecimento do ex-presidente. Na oportunidade, a Engevix fechou um contrato em um projeto da usina de Angra 3.

Trajetória

Michel Temer (PMDB) foi o 37º presidente da República do Brasil. Ele assumiu o cargo em 31 de agosto de 2016, após o impeachment de Dilma Rousseff, e ficou até o final do mandato, encerrado em dezembro do ano passado.

Assumiu cargos no governo estadual de São Paulo. Ainda na década de 1980, foi deputado constituinte e, alguns anos depois, foi eleito deputado federal quatro vezes seguidas. Chegou a ser presidente do PMDB por 15 anos.

Eleito vice-presidente na chapa de Dilma duas vezes consecutivas, Temer chegou a ser o coordenador político da presidente, mas os dois se distanciaram logo no começo do segundo mandato.


leia mais

Lula preso!

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

Denzel Washington e seu encontro sobrenatural com o Espírito Santo

O ator é bem conhecido por interpretar o papel de Malcolm X - um filme biográfico relacionado às atuais tensões raciais nos Estados Unidos e o Livro de Eli

Petição pede cancelamento de filme que descreve Jesus como lésbica

A petição, que já conta com mais de 137 mil assinaturas, é da Comissão Cristã de Cinema e Televisão internacional

Amanda Loyola lança seu primeiro single pela Sony

"Bússola" faz parte do primeiro EP da cantora pela gravadora, que conta com sete canções.

Músicos e artistas capixabas em “Carta para sociedade”

Em uma mensagem de esperança, Carta para sociedade conta com a participação de Alessandra Rangel, Jeremias Reis e outros músicos capixabas