30.1 C
Vitória
sábado, 19 setembro 2020

Mesmo sem igrejas no Afeganistão, cristianismo não acabou

Leia também

Anvisa autoriza que Pfizer dobre número de voluntários em testes para vacina

O laboratório informou que vai expandir o número de participantes do estudo para a vacina, chegando a cerca de 44 mil participantes

Fumaça do Pantanal que chega a SP pode agravar casos de doenças respiratórias

Outra recomendação que Cardenuto indica é a de evitar aglomerações, uma medida que já deveria ser cumprida em função do novo coronavírus

Lava Jato denuncia Cabral e Bezerra por propinas em contratos do DER

Segundo a peça, registros contábeis apreendidos com o operador de Cabral na Calicute mostram que Maciste efetuou, entre 2011 e 2017

País islâmico é um dos que mais perseguem cristãos no mundo.

Afeganistão é uma das nações mais intolerantes do mundo. Segundo a missão Portas Abertas, ela é a quarta que mais persegue os cristãos. Desde a invasão liderada pelos Estados Unidos, em 2003, o Afeganistão vive um cenário de guerra. Terra dos radicais do Talibã e da Al Qaeda, todas as manifestações religiosas são proibidas. Em março de 2010 a última igreja ainda de pé em solo afegão foi destruída, mesmo assim a pequena comunidade cristã do país resiste.

A conversão do islamismo para outra religião é apostasia punível com a morte para homens e prisão perpétua para as mulheres. O mais recente relatório sobre Liberdade Religiosa Internacional do Departamento de Estado dos EUA indica que hindus, sikhs, bahais e cristãos reunidos somam apenas 0,3% da população de 32,6 milhões. Curiosamente, existe um único judeu em todo o país. Seu nome é Zablon Simintov. Ele é um homem de negócios cuja esposa e filhas moram em Israel.

Pelas leis afegãs, quem abandona o islamismo se arrisca a ter seu casamento anulado, sofrer rejeição das famílias e das comunidades, perda de emprego, além de ser assassinado pelos extremistas.

O radicalismo fez com que no último ano continuassem ocorrendo assassinatos e decapitações de minorias, incluindo os muçulmanos xiitas que defendem o governo. A maioria das forças militares internacionais já se retiraram do Afeganistão, permitindo que o Talibã voltasse a dominar o país. Por causa disso, mais de 11.000 civis foram mortos em 2015.

Portas Abertas vêm pedindo orações pelo que restou da comunidade cristã no país. “Não há nenhuma igreja visível no Afeganistão; todos os crentes afegãos vivem sua fé em secreto”, afirma um relatório recente da missão. Eles explicam que a maioria dos cristãos eram islâmicos que se converteram quando moravam fora do país. Recentemente, três missionários cristãos sul-africanos foram mortos por radicais dentro de sua casa.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Unicef: 9 crianças afegãs mortas ou mutiladas por dia

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef) de 2009 a 2018 o conflito no país matou 6.500 crianças e feriu 15...

Afeganistão: Terrorismo contra o cristianismo

O extremismo religioso e a violência no Afeganistão têm afastado cristãos do Evangelho. Mas a Igreja Perseguida tem permanecido firme em sua fé O Afeganistão...

Afeganistão comemora 100 anos de emancipação

O Afeganistão ocupa o segundo lugar na Lista Mundial da Perseguição 2019. É um país completamente hostil ao evangelho Em agosto de 1919, o Afeganistão conquistava...

Afeganistão – ataque suicida mata dezenas e deixa feridos

Um homem-bomba matou ao menos 32 pessoas e feriu mais de 120 durante uma manifestação realizada no dia 11 de setembro no leste do...

Ataque suicida no Afeganistão deixa 57 mortos

Homem-bomba atacou pessoas que aguardavam em uma fila para se registrar para as eleições parlamentares Quase 60 civis, a maioria xiitas morreram e outras 119...

Médico Cristão é morto pelo Talibã no Afeganistão

Desde meados de novembro, a cidade de Cabul tem sido abalada por ataques suicidas. Os principais alvos são pensões de estrangeiros, veículos da embaixada,...

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!

Aquecimento Sepal 2020, com Edméia Williams e Rodrigo Gomes

Transmissão acontecerá nesta segunda-feira, 14 de setembro, às 19 horas. Saiba como participar!

Encontro nacional Renas: “Ser criança em tempos de incerteza”

É a 13ª edição do Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (Renas). Evento, que acontece em outubro, será online. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...

Ajude um cego a ler a Bíblia e ter a vida transformada

A iniciativa quer distribuir a Bíblia para cegos em todo o Brasil e promover a acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Saiba mais!

Amanda Loyola, floresce uma potência vocal do gospel

Artista capixaba, que ficou conhecida ao participar do quadro Jovens Talentos, do Programa Raul Gil, já lançou três canções pela Sony.

Brasil está lendo menos, mas a Bíblia ainda é o livro preferido

Apesar dos leitores brasileiros estarem lendo menos, pesquisa "Retratos da leitura" apontou que a Bíblia continua sendo o livro preferido dos brasileiros. Saiba mais!