22.1 C
Vitória
domingo, 5 dezembro 2021

Arriscou a própria vida para salvar a irmã caçula

Depois de salvar a irmã de 1 ano e 10 meses de um incêndio que atingiu a casa onde ele morava com a família, nos EUA, Eli, de 7 anos, disse: “eu não queria que a minha irmã morresse”

Que coragem e amor! Uma família que escapou da morte ao ter a casa destruída por um incêndio enquanto dormiam está testemunhando o livramento e agradecendo a Deus pela coragem do filho de apenas 7 anos de idade que se arriscou para salvar a vida da irmã mais nova.

Nicole e Chris Davidson vivem em New Tazewell, no estado do Tennessee (EUA) e ambos são ex-bombeiros. Eles colocaram os três filhos para dormir por volta de 20h30 do dia 08 de dezembro. Naquela noite, enquanto eles dormiam, a casa pegou fogo.

“Por volta das 23h30, alguém me acordou e sei que foi Deus. Ele [Chris, seu marido] agarrou o extintor tentando me dar tempo para pegar as crianças. E eu agarrei os meninos porque eles estavam mais próximos do fogo”, contou Nicole à emissora WVLT8.

Quando Nicole chegou ao lado de fora da casa com Elijah, de dois anos, e Eli, de sete anos, se deu conta que a caçula, Erin, de apenas um ano e dez meses, havia ficado para trás, no berço. “O momento mais assustador da minha vida foi quando pensei que não conseguiríamos pegá-la”, admitiu a mãe.

“A fumaça e o fogo eram tão densos que não havia como chegar até ela. Saímos para pegá-la pela janela, mas não havia nada em que eu pudesse me apoiar lá em cima”, declarou o pai numa entrevista à CNN.

Bravura

O menino afirmou que, de início, não acreditou que fosse capaz de conseguir salva-la, mas quando pensou que ela morreria no incêndio, conseguiu reunir coragem e foco para traze-la para fora.

“Papai quebrou a janela e eu disse: ‘Não consigo’ umas duas vezes, e então disse: ‘Peguei ela, papai’. E quando descemos lá eu disse: ‘Eu estava com medo, mas não quero que minha irmã morra’”, recapitulou o pequeno herói.

“Não poderíamos estar mais orgulhosos de Eli. Ele fez algo que talvez um homem adulto não faria. Você é corajoso por dentro e pode fazer o que parece difícil quando quiser”, reiterou o pai, dimensionando de maneira exata o gesto heroico do filho, disse Chris Davidson à CNN.

*Com informações de Emissora WVLT8

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se