18.3 C
Vitória
sexta-feira, 12 agosto 2022

Pesquisa: “Melhor relacionamento com Deus”, está entre propósitos para 2022

ano novo
Foto: Unsplash

“Muitos americanos dizem que suas prioridades em 2022 ainda é ter saúde mas também ter mais relacionamento com Deus”

Por Marlon Max

Mais americanos dizem que seus propósitos anteriores se concentraram em sua saúde, seu relacionamento com Deus, suas finanças e seu relacionamento com um membro da família do que outras possibilidades, de acordo com uma nova pesquisa com 1.005 americanos da Lifeway Research. Chama atenção que, mesmo diante as dificuldade a maioria dos entrevistados colocaram como meta melhorar o relacionamento com Deus.

“Os propósitos de Ano Novo refletem as mudanças que as pessoas desejam fazer”, disse Scott McConnell, diretor executivo da Lifeway Research. “A pandemia COVID-19 pode ter forçado ou encorajado mais pessoas a fazer mudanças fora do lembrete anual que um novo ano traz”, explica.

À medida que as pessoas contemplam sua lista de objetivos para 2022, mais de 2 em cada 5 americanos (44%) dizem que o propósito de Ano Novo anteriores se concentraram em sua saúde. Mais de 1 em cada 4 dizem que fizeram planos sobre seu relacionamento com Deus (29%), suas finanças (29%) ou seu relacionamento com um membro da família (26%).

Poucos afirmam que seus propósitos tratam do uso do tempo (22%), do trabalho (18%) ou do relacionamento com um amigo (15%). Mais de um quarto dos americanos (28%) dizem que não fizeram resoluções sobre qualquer um desses, enquanto 4% não têm certeza.

A frequência à igreja também parece ter um impacto sobre o desejo de fazer mudanças no ano novo. Entre os cristãos que se identificam, aqueles que frequentam pelo menos uma vez por mês são mais propensos do que os cristãos que frequentam com menos frequência a dizer que tomaram decisões em cada uma das opções.

Aqueles que frequentam menos de uma vez por mês (44%) são mais propensos a dizer que não listaram nenhuma prioridade para o Ano Novo em nenhuma das áreas.

“Fazer votos de Ano Novo não revela quem ou o que uma pessoa está contando para fazer essa mudança em sua vida, nem o quão bem-sucedidas essas resoluções são”, disse McConnell. “Mas os números mais altos vistos entre os adultos mais jovens, aqueles que frequentaram pelo menos alguma faculdade e cristãos que frequentam a igreja indicam que eles têm maior motivação para fazer essas mudanças, pelo menos na forma de resoluções de Ano Novo.”

De acordo com a pesquisa, os propósitos relativos a um relacionamento com Deus são mais populares entre os cristãos, afro-americanos, jovens adultos e pessoas com crenças evangélicas.

Embora menos do que qualquer outro grupo religioso, 14% dos não-afiliados religiosos dizem que uma resolução sobre seu relacionamento com Deus fez parte de suas reflexões de fim de ano. Os não afiliados, aponta o estudo, estão entre os mais propensos a ter feito resoluções sobre suas finanças (36%), seu uso de tempo (29%) e seu trabalho (22%).

Sobre a pesquisa 

A Lifeway Research auxilia e equipa os líderes da igreja com percepções e conselhos que levarão a maiores níveis de saúde e eficácia da igreja. Pesquisas frequentes sobre a igreja e a cultura de hoje demonstram nosso conhecimento da dinâmica do ministério hoje e nossa compreensão das realidades da cultura em que vivemos.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se