21.2 C
Vitória
domingo, 9 maio 2021

Governo anuncia medidas econômicas para combater pandemia

BNDES anuncia R$ 2 bilhões para área da saúde. Limite de crédito é de R$ 150 milhões por empresa a cada seis meses. Confira!

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou medidas do governo para tentar “proteger a população brasileira do choque externo” que é a pandemia do coronavírus. Entre elas, a antecipação do abono salarial e da segunda parcela do 13º salário do INSS. E também a ampliação de beneficiários do Bolsa Família.

O presidente Jair Bolsonaro solicitou medidas para área da saúde e manutenção do emprego. Segundo Paulo Guedes, serão quase R$ 150 bilhões injetados na economia em três meses. E com dois focos: proteção de idosos e pessoas mais vulneráveis e benefícios para empresas para tentar manter o nível de emprego.

Empresas de Saúde

Entre as ações, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai disponibilizar R$ 2 bilhões para as empresas do setor de saúde como apoio ao combate à propagação do novo coronavírus (covid-19). O programa de financiamento visa à ampliação imediata da oferta de leitos emergenciais e de materiais e equipamentos médicos e hospitalares.

Empresas de outros setores que buscam converter suas produções em equipamentos e insumos para saúde também serão contempladas. O presidente do banco, Gustavo Montezano, disse nesse domingo (29) que o objetivo da instituição nessa linha setorial é ser rápido no repasse de recursos para enfrentar a epidemia.

“A gente acredita que as 30 empresas que temos hoje mapeadas que vão utilizar parte dos R$ 2 bilhões serão capazes de suprir a necessidade de 15 mil ventiladores, o que corresponde a 50% da necessidade do SUS para 90 dias.”

Autônomos e Informais 

Por outro lado, o Senado vota nesta segunda-feira (30) o pagamento de um auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa. O presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), havia confirmado a data da votação em postagem no Twitter, na última sexta-feira (27).

Alcolumbre continua se recuperando após ser diagnosticado com o novo coronavírus. Quem tem comandado as sessões remotas é o vice-presidente, senador Antonio Anastasia (PSD-MG). A sessão está prevista para ocorrer às 16h. Pelas manifestações de senadores nas redes sociais, a expectativa é que a medida seja aprovada sem objeções.

*Da Redação com informações do Uol e Agência Brasil.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se